Liturgia Diária

O menino crescia e se fortalecia 

Jesus crescia em força física, no nível psicoemocional e na dimensão espiritual. Que sejam assim todas as famílias do mundo!
Oração diária, A graça de Deus estava com ele - Lc 2,36-40
Home Liturgia DiáriaLiturgia 2024 Ano B O menino crescia e se fortalecia 

Oitava do Natal – Ano Litúrgico – B

Liturgia do dia 30 de dezembro de 2023

Façamos a oração do dia:  Pai, dá-me a graça de ser piedoso e justo como as pessoas envolvidas no mistério da encarnação de teu Filho Jesus. Sejam elas para mim fonte de perene inspiração.

PRIMEIRA LEITURA: 1Jo 2,12-17

Leitura da Primeira Carta de São João.

12 Eu vos escrevo, filhinhos: os vossos pecados foram perdoados por meio do seu nome. 13 Eu vos escrevo, pais: vós conheceis aquele que é desde o princípio. Eu vos escrevo, jovens: vós vencestes o maligno.

14 Já vos escrevi, filhinhos: vós conheceis o Pai. Já vos escrevi, jovens: vós sois fortes, a Palavra de Deus permanece em vós e vencestes o Maligno.

15 Não ameis o mundo, nem o que há no mundo. Se alguém ama o mundo, não está nele o amor do Pai. 16 Porque tudo o que há no mundo – as paixões da natureza, a concupiscência dos olhos e a ostentação da riqueza – não vem do Pai, mas do mundo.

17 Ora, o mundo passa, e também a sua concupiscência; mas aquele que faz a vontade de Deus permanece para sempre.

– Palavra do Senhor.

– Graças a Deus.

SALMO 96(95)

— O céu se rejubile e exulte a terra!

— O céu se rejubile e exulte a terra!

— Ó família das nações, dai ao Senhor, ó nações, dai ao Senhor poder e glória, dai-lhe a glória que é devida ao seu nome!

— Oferecei um sacrifício nos seus átrios, adorai-o no esplendor da santidade, terra inteira, estremecei diante dele!

— Publicai entre as nações: Reina o Senhor! Ele firmou o universo inabalável, e os povos ele julga com justiça.

EVANGELHO: Lc 2,36-40

— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Lucas.

— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 36 havia também uma profetisa, chamada Ana, filha de Fanuel, da tribo de Aser. Era de idade muito avançada; quando jovem, tinha sido casada e vivera sete anos com o marido.

37 Depois ficara viúva, e agora já estava com oitenta e quatro anos. Não saía do Templo, dia e noite servindo a Deus com jejuns e orações. 

38 Ana chegou nesse momento e pôs-se a louvar a Deus e a falar do menino a todos os que esperavam a libertação de Jerusalém. 39 Depois de cumprirem tudo, conforme a Lei do Senhor, voltaram à Galileia, para Nazaré, sua cidade. 40 O menino crescia e tornava-se forte, cheio de sabedoria; e a graça de Deus estava com ele.

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

COMENTÁRIO DO EVANGELHO

Encontramos Ana, no Templo, diante do menino Jesus. Os nomes expressam teologia. Ana significa “graça”. Fanuel, seu pai, significa “face de Deus”. Aser, a tribo, significa “feliz”. De fato, é como se disséssemos: Ana é feliz porque está diante da face de Deus, revelada em Jesus Cristo. Não pode haver graça maior. Ana é símbolo do resto do povo fiel que espera ansiosamente a visita e a salvação de Deus.

Ana é uma viúva, isto é, a antiga aliança já não oferece sentido. Ela descobriu no menino aquele que é a verdadeira e definitiva aliança. Ana age na força do Espírito Santo. Sua palavra é profecia e louvor. Os pobres, cansados, deserdados, finalmente encontraram a libertação, a salvação e a paz para Jerusalém e para todo o Israel.

Esse é o maior motivo também do nosso louvor. Jesus é vida e salvação. Tomemos o menino Jesus em nossos braços e falemos a ele do nosso amor, daquilo que a salvação que ele realizou significa para nossas vidas. Na casa de Nazaré, o menino crescia em força física, no nível psicoemocional e na dimensão espiritual. Que sejam assim todas as famílias do mundo!

Dom Paulo Jackson Nóbrega de Sousa

LEITURA ORANTE

Oração Inicial

Acolhamos em nossa vida mais uma vez a Palavra de Deus. Hoje o Evangelho nos apresenta o encontro da profetisa Ana com Jesus, quando Ele é apresentado no Templo, e a sua alegria por ver o Messias. Que ao longo do nosso dia possamos também acolher o Senhor e entoar o nosso louvor por sua presença em nossa vida.

Oremos: “Pai, dá-me um coração pobre, disposto a acolher a revelação de teu Filho Jesus que tu me fazes. Que eu tenha a felicidade de reconhecê-lo, com a ajuda de tua graça. Amém.”

Leitura (Verdade)

O que diz o texto bíblico? Qual é a mensagem central do Evangelho? Quais sentimentos são mostrados no texto?

Além de Simeão, no Templo estava também a profetisa Ana, de idade avançada, que dava graças a Deus sem cessar por ter conhecido o Salvador. Tanto Simeão como Ana tiveram a graça de ver e tocar o Menino de Belém. Dessa forma, Deus realizou sua promessa. Hoje, os templos são muitos, mas a falta de tempo é a maior desculpa.

Porém, existe um templo chamado “família”, que é onde a paz e a harmonia devem marcar presença, para que o dom da vida esteja sempre protegido. Sejamos testemunhas de que o Senhor continua agindo e inspirando nossos dias, para que a gratidão ocupe mais espaço no coração e a solidariedade se transforme na cultura de amor ao próximo. Que seja abençoado o penúltimo dia do ano!

Meditação (Caminho)

O que o texto diz para mim hoje? Como esta Palavra encontra ressonância em sua vida? Como a experiência vivida pela profetisa Ana ilumina a sua caminhada de fé?
Permaneça em silêncio por alguns instantes para que o Senhor fale ao seu coração.

Oração (Vida)

Ofereça ao Senhor os frutos da sua oração, da sua meditação e da contemplação da Palavra. Apresente o desejo que brotou em seu coração e peça a graça de vivê-lo durante o dia. Faça sua prece de agradecimento ou pedido.

Conclua com a oração: “Jesus, divino Mestre, nós vos adoramos, Filho muito amado do Pai, caminho único para chegarmos a Ele. Nós vos louvamos e agradecemos, porque sois o exemplo que devemos seguir. Com simplicidade queremos aprender de Vós o modo de ver, julgar e agir.

Queremos ser atraídos por Vós, para que, caminhando nas vossas pegadas, possamos viver dia a dia a liberdade dos filhos de Deus e buscar em tudo a vontade do Pai. Aumentai nossa esperança, impulsionando plenamente o nosso ser e o nosso agir. Ajudai-nos a retratar em nossa vida a vossa imagem, para que assim vos possamos possuir eternamente no céu. Amém.”

Contemplação (Vida e Missão)

Verbalize como você pretende viver concretamente, durante o dia, os apelos que o Senhor lhe fez?

Bênção

Uma vida abençoada é uma vida com Deus. Pelo poder de Jesus, podemos conhecer o Pai e ter o Espírito Santo em nosso coração, guiando nossa vida. O relacionamento com Deus é a maior bênção que podemos ter. “Graça e paz vos sejam dadas em abundância por um profundo conhecimento de Deus e de Jesus, nosso Senhor!” (II Pedro, 1,2)

Homilia Dominical