Por pouco que nos examinemos a nós mesmos

Reflexões Diárias

Nada melhor do que nos aproximarmos de Deus: quanto mais perto dele estivermos, melhor seremos.

Índice: Voltar ao índice das reflexões

Preciso muito de sua ajuda para continuar a manter o site no ar!
Doação: Ajude a evangelizar. Clique aqui para doar qualquer valor.


Por pouco que nós examinemos a hós mesmos, facilmente descobriremos que todos pretendemos mudar e melhorar os outros; todos pensamos que o mundo iria melhor se os outros mudassem.

E o que se diz do mundo, deve-se afirmar em termos concretos do próprio lar, da esposa, dos filhos, dos amigos, dos dependentes, dos chefes ou senhores, do governo… são sempre os outros que devem mudar.

E não nos convencemos de que, enquanto nós não mudarmos e melhorarmos interiormente, é inútil tentar mudar e melhorar os outros, pois o mundo, o lar, o ambiente mudarão na medida em que mudarmos ou melhorarmos a nós mesmos.

E, por isso, nada melhor do que nos aproximarmos de Deus: quanto mais perto dele estivermos, mais melhoraremos.

Devemos detectar os ambientes mais necessitados de mudança e melhoramento. E para isso é imprescindível que “sejamos decididos na vida”, para infundir segurança nos outros. Para isso deveremos enxertar-nos em Cristo, como o rebento da videira. “Permanecei em mim e eu permanecerei em vós. O ramo não pode dar fruto por si mesmo, se não permanecer na videira. Assim também vós: não podeis tampouco dar fruto, se não permanecerdes em mim” (10 15,4).
Sem a graça, como eu vivia enganado! Agora, coma graça, minha vida está se reestruturando!