Liturgia Diária

Um Reino dividido não pode subsistir 

Entristecer o Espírito de Deus que está no seu irmão, isto é blasfêmia. Portanto, não nos cansemos de fazer o bem, perseveremos no amor.
Oração diária, Como pode Satanás expulsar Satanás? - Mc 3,22-30
Home Liturgia DiáriaLiturgia 2024 Ano B Um Reino dividido não pode subsistir 

3ª Semana do Tempo Comum – Ano Litúrgico – B

Liturgia do dia 22 de janeiro de 2024

Façamos a oração do dia:  Pai, sou-te infinitamente grato, pois, em Jesus Cristo movido pelo Espírito Santo, tua libertação chega até nós, vítimas de tantas formas de opressão.

PRIMEIRA LEITURA: 2Sm 5,1-7.10

Leitura do Segundo Livro de Samuel.

Naqueles dias, todas as tribos de Israel vieram encontrar-se com Davi em Hebron e disseram-lhe: “Aqui estamos. Somos teus ossos e tua carne. Tempos atrás, quando Saul era nosso rei, eras tu que dirigias os negócios de Israel. E o Senhor te disse: Tu apascentarás o meu povo Israel e serás o seu chefe”.

Vieram, pois, todos os anciãos de Israel até o rei em Hebron. O rei Davi fez com eles uma aliança em Hebron, na presença do Senhor, e eles o ungiram rei de Israel. Davi tinha trinta anos quando começou a reinar, e reinou quarenta anos: sete anos e seis meses sobre Judá, em Hebron, e trinta e três anos em Jerusalém, sobre todo o Israel e Judá. Davi marchou então com seus homens para Jerusalém, contra os jebuseus que habitavam aquela terra. Estes disseram a Davi: “Não entrarás aqui, pois serás repelido por cegos e coxos”. Com isso queriam dizer que Davi não conseguiria entrar lá.

Davi, porém, tomou a fortaleza de Sião, que é a cidade de Davi. 10 Davi ia crescendo em poder, e o Senhor, Deus todo-poderoso, estava com ele.

– Palavra do Senhor.

– Graças a Deus.

SALMO 89(88)

— Minha verdade e meu amor estarão sempre com ele.

— Minha verdade e meu amor estarão sempre com ele.

— Outrora vós falastes em visões a vossos santos: “Coloquei uma coroa na cabeça de um herói e do meio deste povo escolhi o meu Eleito.

— Encontrei e escolhi a Davi, meu servidor, e o ungi, para ser rei, com meu óleo consagrado. Estará sempre com ele minha mão onipotente, e meu braço poderoso há de ser a sua força.

— Minha verdade e meu amor estarão sempre com ele, sua força e seu poder por meu nome crescerão. Eu farei que ele estenda sua mão por sobre os mares, e a sua mão direita estenderei por sobre os rios.

EVANGELHO: Mc 3,22-30

— PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo segundo Marcos.

— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 22 os mestres da Lei, que tinham vindo de Jerusalém, diziam que ele estava possuído por Beelzebu, e que pelo príncipe dos demônios ele expulsava os demônios. 23 Então Jesus os chamou e falou-lhes em parábolas: “Como é que Satanás pode expulsar a Satanás? 24 Se um reino se divide contra si mesmo, ele não poderá manter-se. 25 Se uma família se divide contra si mesma, não poderá manter-se. 

26 Assim, se Satanás se levanta contra si mesmo e se divide, não poderá sobreviver, mas será destruído. 27 Ninguém pode entrar na casa de um homem forte para roubar seus bens, sem antes o amarrar. Só depois poderá saquear sua casa. 28 Em verdade vos digo: tudo será perdoado aos homens, tanto os pecados, como qualquer blasfêmia que tiverem dito. 29 Mas quem blasfemar contra o Espírito Santo, nunca será perdoado, mas será culpado de um pecado eterno”. 30 Jesus falou isso, porque diziam: “Ele está possuído por um espírito mau”.

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

COMENTÁRIO DO EVANGELHO

Algumas pessoas da família de Jesus achavam que ele estava louco. Agora vêm os escribas e dizem que ele está possuído pelo chefe dos demônios. Tanto uns como outros não compreendem nem aceitam o que Jesus faz. Os escribas, que conheciam bem a Lei, se opõem frontalmente a Jesus. Eles se sentem ameaçados por seu ensinamento. Jesus lhes diz que, se o diabo manda que o diabo saia de um possesso, quem ganha é o possesso, que fica limpo e curado, e quem perde é o diabo. E isto é bom.

Mas os escribas não estão preocupados com o bem de quem está possuído pelo demônio. Falta-lhe o amor ao próximo, por isso pecam contra o Espírito Santo, que é Amor. Não compreender o que Jesus faz não é um grande problema, como não é um grande problema se o demônio briga com o demônio. O problema é não ficar feliz com aquele que foi curado. Isso é blasfêmia contra o Espírito Santo.

Cônego Celso Pedro da Silva

LEITURA ORANTE

Oração Inicial

Na escuta, meditação e contemplação da Palavra de Deus, acolhamos o Senhor que nos fala ao coração. Ele se dá a conhecer e encontrar por aqueles que estão abertos ao mistério de Deus.

Rezemos: “Vem, Espírito Santo! Faze-nos amar as Escrituras, para reconhecermos a voz viva de Jesus. Torna-nos humildes e simples, a fim de compreendermos os mistérios do Reino de Deus. Amém.”

Leitura (Verdade)

Leia pausadamente o Evangelho com uma atitude de escuta e adesão à Palavra de Deus. Observe como os mestres da lei colocam resistência à ação de Jesus, pois não querem mudanças no sistema no qual eles são beneficiados.

Os escribas tentam ligar a atividade de Jesus aos demônios. Não entendem que o poder de cura e os milagres são promotores de vida e libertação, expressam a divindade do Filho de Deus. Mesmo que o Mestre explique a falta de lógica – o demônio não pode afastar a si mesmo –, os escribas não aceitam a novidade do Reino. Falta-lhes amor ao próximo, por isso pecam contra o Espírito Santo, que é Amor.

Não entender o agir de Jesus parece não ser o maior pecado, mas não se alegrar com o bem do ser humano, isto sim parece não ter perdão. Entristecer o Espírito de Deus que está no seu irmão, isto é blasfêmia. Portanto, não nos cansemos de fazer o bem, perseveremos no amor, comprometidos com o projeto de Jesus. 

Meditação (Caminho)

O que Jesus lhe diz por meio do Evangelho de hoje?
Difamar as pessoas é uma forma de silenciá-las, impedir que façam o bem. Será que isso acontece com você? Ou no seu ambiente?
Em tempo de WhatsApp em que as informações se espalham velozmente, qual seu cuidado com a difamação dos outros?

Oração (Vida)

Jesus é o Senhor! O Senhor de tudo e de todos. Dirija-se a Ele com toda a confiança e ore por suas fragilidades, por todos os que são caluniados e silenciados injustamente.
Peça perdão a Deus se tiver consciência de ter ofendido o Espírito Santo no Templo de Deus que é o “Ser” de seu irmão/ã.
“Vinde, Espírito Santo, enchei os corações dos vossos fiéis e acendei neles o fogo do Vosso amor. Enviai o Vosso Espírito e tudo será criado, e renovareis a face da Terra! Oremos: Deus que instruístes os corações dos Vossos fiéis, com a luz do Espírito Santo, fazei que apreciemos retamente todas as coisas, segundo o mesmo Espírito e gozemos sempre de Suas consolações, por Cristo, Senhor Nosso. Amém!”

Contemplação (Vida e Missão)

Contemple no silêncio de seu coração a voz de Deus que o/a convida a mudar alguma atitude em relação ao próximo.
Qual apelo a palavra de Deus desperta em seu coração hoje?

Bênção

O Senhor, Deus de amor e paz, habite em vossos corações, oriente os vossos passos e confirme os vossos corações em seu amor. Vá em paz e seja um mensageiro (a) da Boa Nova.

Homilia Dominical