Liturgia Diária

Todo primogênito varão será consagrado ao Senhor

Conforme o costume judaico, Maria e José vão ao Templo para consagrar o filho. Simeão os acolhe e alegra-se em ver naquele Menino o Salvador.
Oração diária, Apresentação do menino Jesus - Lc 2,22-35
Home Liturgia DiáriaLiturgia 2024 Ano B Todo primogênito varão será consagrado ao Senhor

Oitava do Natal – Ano Litúrgico – B

Liturgia do dia 29 de dezembro de 2023

Façamos a oração do dia: Pai, que teu Filho Jesus seja para mim motivo de crescimento e de promoção, levando-me, a conhecer-te sempre mais e a aderir ao teu Reino de amor.

PRIMEIRA LEITURA: 1Jo 2,3-11

Leitura da Primeira Carta de São João.

Caríssimos, para saber que conhecemos Jesus, vejamos se guardamos os seus mandamentos. Quem diz: “Eu conheço a Deus”, mas não guarda os seus mandamentos, é mentiroso, e a verdade não está nele. Naquele, porém, que guarda a sua palavra, o amor de Deus é plenamente realizado. O critério para sabermos se estamos com Jesus é este: quem diz que permanece nele, deve também proceder como ele procedeu.

Caríssimos, não vos comunico um mandamento novo, mas um mandamento antigo, que recebestes desde o início; este mandamento antigo é a palavra que ouvistes. No entanto, o que vos escrevo é um mandamento novo – que é verdadeiro nele e em vós – pois que as trevas passam e já brilha a luz verdadeira. 

Aquele que diz estar na luz, mas odeia o seu irmão, ainda está nas trevas. 10 O que ama o seu irmão permanece na luz e não corre perigo de tropeçar. 11 Mas o que odeia o seu irmão está nas trevas, caminha nas trevas, e não sabe aonde vai, porque as trevas ofuscaram os seus olhos.

– Palavra do Senhor.

– Graças a Deus.

SALMO 96(95)

— O céu se rejubile e exulte a terra!

— O céu se rejubile e exulte a terra!

— Cantai ao Senhor Deus um canto novo, cantai ao Senhor Deus, ó terra inteira! Cantai e bendizei seu santo nome!

— Dia após dia anunciai sua salvação, manifestai a sua glória entre as nações, e entre os povos do universo seus prodígios!

— Foi o Senhor e nosso Deus quem fez os céus: diante dele vão a glória e a majestade, e o seu templo, que beleza e esplendor!

EVANGELHO: Lc 2,22-35

— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Lucas.

— Glória a vós, Senhor.

22 Quando se completaram os dias para a purificação da mãe e do filho, conforme a Lei de Moisés, Maria e José levaram Jesus a Jerusalém, a fim de apresentá-lo ao Senhor. 23 Conforme está escrito na Lei do Senhor: “Todo primogênito do sexo masculino deve ser consagrado ao Senhor”.

 24 Foram também oferecer o sacrifício – um par de rolas ou dois pombinhos – como está ordenado na Lei do Senhor. 25 Em Jerusalém, havia um homem chamado Simeão, o qual era justo e piedoso, 26 e esperava a consolação do povo de Israel. O Espírito Santo estava com ele e lhe havia anunciado que não morreria antes de ver o Messias que vem do Senhor.

27 Movido pelo Espírito, Simeão veio ao Templo. Quando os pais trouxeram o menino Jesus para cumprir o que a Lei ordenava, 28 Simeão tomou o menino nos braços e bendisse a Deus: 29  “Agora, Senhor, conforme a tua promessa, podes deixar teu servo partir em paz; 30 porque meus olhos viram a tua salvação, 31 que preparaste diante de todos os povos: 32 luz para iluminar as nações e glória do teu povo Israel”.

33 O pai e a mãe de Jesus estavam admirados com o que diziam a respeito dele. 34 Simeão os abençoou e disse a Maria, a mãe de Jesus: “Este menino vai ser causa tanto de queda como de reerguimento para muitos em Israel. Ele será um sinal de contradição. 35 Assim serão revelados os pensamentos de muitos corações. Quanto a ti uma espada te transpassará a alma”.

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

COMENTÁRIO DO EVANGELHO

José, Maria e Jesus vão ao Templo de Jerusalém para realizar dois ritos importantes. Ao quadragésimo dia, realiza-se o rito de purificação da mãe, depois do parto, conforme Levítico 12,1-4. O segundo rito é a consagração do primogênito, conforme Êxodo 13,11-16. O primogênito do sexo masculino deveria ser oferecido em sacrifício ao Senhor. Faz-se um sacrifício substitutivo: ofereceram o sacrifício dos pobres.

Na ocasião, encontra-se um ancião no Templo: Simeão, um homem justo e piedoso. Ele representa os pobres de Adonai que esperam a consolação de Israel. Simeão está cheio do Espírito Santo e profetiza: Jesus é luz para as nações. Seu nascimento cumpre todas as promessas do Antigo Testamento: é a esperança dos pobres. No menino, também nossos olhos veem a salvação.

A mensagem de Simeão a Maria é cortante: uma espada de dor lhe transpassará o coração. Aqui se encontram o Mistério da Encarnação com o Mistério da Paixão. O menino é sinal de contradição: de queda e reerguimento. Cumpre-se a esperança no madeiro da manjedoura e no madeiro da cruz. Ela e José, no silêncio da fé, guardam tudo no coração.

Dom Paulo Jackson Nóbrega de Sousa

LEITURA ORANTE

Oração Inicial

Pela escuta e meditação da Palavra, hoje pedimos: “Fazei, Senhor, que o nascimento de vosso Filho nos recorde a imensidão de vosso amor e encha de paz e de alegria os homens e as mulheres de toda a terra”.
Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém!

No silêncio da fé, Maria e José guardam tudo no coração.
Que este momento de oração nos conceda a graça de guardar tudo o que Jesus nos ensina no silêncio da fé, em nosso coração.

Leitura (Verdade)

Conforme o costume judaico, Maria e José vão ao Templo para consagrar o filho ainda bebê. Fazem a oferta dos pobres, que são dois pombinhos. Simeão os acolhe e alegra-se em ver naquele Menino o Salvador.

Maria e José, mesmo sabendo do mistério divino que envolvia Jesus, participam dos rituais específicos, estabelecidos pela Lei judaica. Oito dias após o nascimento, apresentam o Menino ao Senhor. No Templo encontram Simeão, um ancião que rezava sem cessar, pois aguardava ansiosamente a chegada do Salvador.

Ao ver o Menino, pega-o no colo e exclama que poderia, agora, morrer em paz, porque tinha visto a salvação do Senhor. Maria, mesmo não compreendendo tudo, guardava essas manifestações em seu coração. Hoje, temos a oportunidade de carregar a Palavra de Deus conosco e, mais ainda, de receber o próprio Jesus, na Eucaristia, em nosso coração. O Menino de Belém cresceu e tornou-se nosso Pão vivo.

Meditação (Caminho)

Os pais de Jesus, Maria e José, ficavam admirados com o que diziam a respeito de seu filho. Compreendiam que estavam envoltos por um mistério divino, mas também que teriam um futuro de sofrimento. E foram fiéis a Vontade de Deus até o fim.
Contemplando a vida dos pais de Jesus que leitura você faz de sua fidelidade ao Projeto de Deus em sua vida?
Pense nos acontecimentos que revelam, hoje, a bondade de Deus e fação seu ofertório de louvor como fez Simeão.

Oração (Vida)

Agradeça tudo o que a Palavra lhe permitiu compreender e vivenciar do mistério de Cristo. Apresente ainda ao Senhor a oração que brotou em seu coração durante a leitura orante. Entregue ao Senhor sua gratidão e as suas preocupações.

Contemplação (Vida e Missão)

De que forma você deseja conservar a Palavra de Deus presente neste seu dia? O que você deseja colocar em prática segundo os ensinamentos de Jesus?

Bênção

Concedei, ó Deus, a vossos filhos a benção desejada, para que nutridos por vosso amor produzam frutos de paz e de justiça. Amém.

Homilia Dominical