Enriqueça a sua fé
 
15 coisas das quais você precisa desistir para ser feliz
 
Leia os outros artigos
 
Para enviar esse texto automaticamente no FACEBOOK, clique no botão abaixo:
Você tem muitos amigos e envia e-mails para todos? Então você pode enviar esse artigo para todos seus amigos de uma única vez, basta copiar a url abaixo e colar em seu e-mail.
Para enviar manualmente, copie CTRL C o código acima e cole CTRL V no mural ou mensagens de e-mails dos seus amigos:
Leia os outros artigos
 

Aqui está uma lista com 15 coisas das quais você precisa desistir para tornar a sua vida mais fácil e muito mais feliz. Nós nos agarramos a certas coisas que só nos causam dor, estresse e sofrimento – e, em vez de nos livrar delas, em vez de nos permitir ser livres e felizes, nos apegamos a elas. Não mais. A partir de hoje, vamos desistir de todas essas coisas que não nos servem mais e vamos aceitar a mudança. Você está pronto? Aqui vamos nós:

1. Desista da necessidade de estar sempre certo

Muitas pessoas não conseguem suportar a ideia de estar erradas – querem sempre estar certas – mesmo correndo o risco de acabar com grandes relacionamentos ou causar uma grande dose de estresse para si mesmas e para os outros. Isso não vale a pena. Sempre que você sentir a "urgente" necessidade de entrar numa discussão sobre quem está certo e quem está errado, pergunte a si mesmo: "É melhor estar certo ou estar bem? Que diferença isso faz? Seu ego é realmente tão grande?

2. Desista da necessidade de controle

Esteja disposto a desistir de sua necessidade de sempre controlar tudo o que acontece com você e ao seu redor – situações, eventos, pessoas, etc. Independente de quem se trate: amores, colegas de trabalho ou apenas estranhos que você encontrou na rua – apenas seja você e respeite a liberdade dos outros. Permita que tudo e todos sejam como são e veja o quanto isso vai fazer você se sentir melhor.

3. Desista de culpar os outros

Desista da sua necessidade de culpar os outros pelo que você tem ou não tem, pelo que você sente ou não sente. Pare de dar seus poderes aos outros e comece a tomar responsabilidade pela sua vida.

4. Desista da sua autocrítica destrutiva

Quantas pessoas estão prejudicando a si mesmas por causa de sua negativa, tóxica e repetitiva mentalidade derrotista? Não acredite em tudo que sua mente lhe diz – especialmente se ela for negativa e autodestrutiva. Você é melhor do que isso.

5. Desista de suas crenças limitantes

Desista de suas crenças limitantes sobre o que você pode ou não pode fazer, sobre o que é possível ou impossível. A partir de agora, você não permitirá mais que as suas crenças limitantes o mantenham preso no lugar errado. Abra suas asas e voe!

6. Desista de reclamar

Desista da sua constante necessidade de reclamar sobre muitas coias – pessoas, situações e acontecimentos que o deixam infeliz, triste e deprimido. Ninguém pode deixar você infeliz, nenhuma situação pode deixar você triste, a menos que você permita. Não é a situação que desencadeia esses sentimentos em você, mas o modo como você escolhe olhar para ela. 

7. Desista do luxo de criticar

Desista da sua necessidade de criticar coisas, eventos ou pessoas que são diferentes de você. Somos todos diferentes, mas todos são iguais. Todos mundo quer ser feliz, todo mundo quer amar e ser amado, e todo mundo quer ser compreendido. 

8. Desista da sua necessidade de impressionar os outros

Pare de tentar ser algo que você não é apenas para fazer os outros gostarem de você. As coisas não funcionam dessa maneira. No momento em que você parar de tentar ser algo que você não é, no momento em que você tirar todas as suas máscaras, no momento em que você aceitar quem é de verdade, você verá que as pessoas serão atraídas para você, sem esforço.

9. Desista da sua resistência à mudança

Mudar é bom. A mudança vai ajudá-lo a passar de A para B. A mudança irá ajudá-lo a fazer melhorias em sua vida, e também na vida daqueles ao seu redor. Siga a sua felicidade e abrace a mudança sem resistir.

10. Desista dos rótulos

Pare de rotular coisas, pessoas ou eventos que você não entende como sendo estranhos ou diferentes, e tente abrir a sua mente, pouco a pouco. A mente só funciona quando está aberta.

11. Desista dos seus medos

O medo é apenas uma ilusão, ele não existe – você o criou. Está tudo na sua mente. Corrija o interior e o exterior irá para o seu lugar.

12. Desista de suas desculpas

Mande elas fazerem as malas e diga que estão demitidas. Você não precisa mais delas. Muitas vezes nos limitamos por causa das muitas desculpas que usamos. Em vez de crescer e trabalhar para melhorar nossas vidas, ficamos presos, mentindo para nós mesmos, usando todos os tipos de desculpas – desculpas que em 99,9% das vezes nem são reais.

13. Desista do seu passado

Eu sei, eu sei. É difícil. Especialmente quando o passado parece muito melhor do que o presente, e o futuro parece tão assustador, mas você tem que levar em consideração o fato de que o momento presente é tudo o que você tem e tudo o que você nunca vai ter de novo. O passado de que você tem saudade – o passado com que você está sonhando – foi ignorado por você quando era presente. Pare de se iludir. Esteja presente em tudo que faz e aproveite a vida. Afinal a vida é uma jornada, não um destino. Tenha uma visão clara para o futuro, prepare-se, mas sempre esteja presente no agora.

14. Desista do apego

Este é um conceito que, para a maioria, é muito difícil de entender – e tenho que admitir que para mim também era. Você melhora com o tempo e prática. O momento que você se distanciar de todas as coisas, (e isso não significa que você desista do seu amor por elas, porque o amor e o apego não tem nada a ver um com o outro. O apego vem no lugar do medo, enquanto o amor … bem, o verdadeiro amor é puro e altruísta, onde há amor não pode haver medo, e por causa disso, o apego e o amor não podem coexistir) você ficará mais calmo, mais tolerante, mais gentil e mais sereno. Você vai chegar ao ponto de ser capaz de compreender todas as coisas, sem sequer tentar. Um estado além das palavras.

15. Desista de viver a sua vida para atender as expectativas de outras pessoas

Como existem pessoas vivendo uma vida inautêntica, delineada por outras pessoas! Elas vivem suas vidas de acordo com o que os outros pensam que é melhor para elas, vivem suas vidas de acordo com o que seus amigos, seus inimigos, seus professores, seu governo ou seus pais pensam que é melhor para elas. Ignoram a si mesmas, o chamado interior. Estão tão absorvidas em agradar todo mundo, em atingir as expectativas dos outros, que perdem o controle sobre suas vidas. Esquecem-se do que as faz felizes, do que querem, do que precisam… e, eventualmente, se esquecem de si mesmas. Você tem uma vida – esta que está acontecendo agora – e precisa vivê-la, possuí-la, e, especialmente, não deixar que a opinião de outras pessoas o distraia do seu caminho.

 
 

xm732