Enriqueça a sua fé
 
Jesus nos aceitou primeiro
 
Leia os outros artigos
 
Para enviar esse texto automaticamente no FACEBOOK, clique no botão abaixo:
Você tem muitos amigos e envia e-mails para todos? Então você pode enviar esse artigo para todos seus amigos de uma única vez, basta copiar a url abaixo e colar em seu e-mail.
Para enviar manualmente, copie CTRL C o código acima e cole CTRL V no mural ou mensagens de e-mails dos seus amigos:
Leia os outros artigos
 

"A lição de casa deixada por Cristo aos seus é esta: cuidemos em manter a salvação que recebemos pela graça, pela glória do céu"

Sempre que ouço de alguém a frase: "Eu aceitei Jesus. Agora, minha vida mudou!", fico pensando se realmente o projeto de salvação inaugurado pelo Senhor passa pelo crivo individual, como se tal decisão fosse única e exclusivamente minha, como se o sacrifício da cruz precisasse de minha aprovação para surtir algum efeito espiritual. Ora, de certo as Sagradas Escrituras trazem inúmeras citações que confirmariam a tese de que, de fato, é preciso que eu esteja apto a permitir que a ação salvífica chegue até mim:

"Eis que estou à porta, e bato; se alguém ouvir a minha voz, e abrir a porta, entrarei em sua casa e cearei com ele e ele comigo." (Apocalipse 3,20)

Ora, a salvação veio até nós a partir do momento em que o Preciosíssimo Sangue de Nosso Senhor foi derramado na cruz. Daquele dia em diante, toda a história, todo o passado, presente e futuro conheceu a redenção. Cada recém-nascido recebeu, ainda no ventre materno, a marca do amor salvador. Eis que tamanha graça nos acompanha desde antes de existirmos, é dom gratuito para nós, preço alto, porém, pago pelo Cristo.

"E todos nós recebemos também da sua plenitude, e graça por graça. Porque a lei foi dada por Moisés; a graça e a verdade vieram por Jesus Cristo." (João 1,16-17)

Contudo, é pelo batismo que confirmamos nossa crença naquilo que nos foi dado sem nada pedir em troca, nem mesmo a nossa aceitação. Mas isso não significa que, automaticamente, independente de nossas ações, conquistaremos a vida eterna. Seria fácil demais viver uma vida afastado de Deus e do Seu amor para, após a morte, receber o prêmio eterno.

Embora nos tenha sido dada gratuitamente, a salvação é como um lírio cultivado em uma estufa, se não mantivermos a temperatura adequada, se não adubarmos a terra nem a regarmos frequentemente, certamente perecerá. É como um presente dado ao filho pelo pai, se não cuidar dele adequadamente, é certo que logo estará corrompido. É semelhante àquela árvore que não produz bons frutos: será cortada e lançada ao fogo (cf. Mateus 7).

A lição de casa deixada por Cristo aos seus é esta: cuidemos em manter a salvação que recebemos pela graça, pela glória do céu. Se um irmão, que estava perdido, retornar ao seu Senhor, não O aceitou novamente, apenas retornou para o lugar que é seu por direito, para aquilo que nunca perdeu, que sempre esteve lá esperando a sua volta. Porém, uma coisa é certa, Ele não age em nossa vida sem a nossa permissão, Ele não é um intruso que entra em nossa casa sem pedir licença. É preciso permitir que o milagre aconteça, que Aquele que habita em nós e nos tem aceitado diante de nossas limitações encontre espeço para mostrar quão preciso é este dom que nos conduz à alegria infinita.

"Portanto, recebei-vos uns aos outros, como também Cristo nos recebeu para glória de Deus." (Romanos 15,7)

João Victor Rocha

 
 

xm732