Enriqueça a sua fé
 
Quem não deseja a felicidade?
 
Leia os outros artigos
 
Para enviar esse texto automaticamente no FACEBOOK, clique no botão abaixo:
Você tem muitos amigos e envia e-mails para todos? Então você pode enviar esse artigo para todos seus amigos de uma única vez, basta copiar a url abaixo e colar em seu e-mail.
Para enviar manualmente, copie CTRL C o código acima e cole CTRL V no mural ou mensagens de e-mails dos seus amigos:
Leia os outros artigos
 

O homem novo é aquele que traz a alegria, fruto do Espírito Santo, enraizada em si

Muitas pessoas recebem a graça do derramamento do Espírito Santo, mas não conseguem progredir em sua caminhada de fé, porque vivem agarradas à tristeza. É semelhante ao que acontece com as parasitas que se agarram em árvores, sufocando-as e impedindo-as de dar frutos: acabam por matá-las. Da mesma forma acontece com as pessoas, que não conseguem produzir frutos, porque estão assolados por “essa praga”. Precisamos romper com toda tristeza para conseguir frutificar.

Abandonar-se à tristeza é permitir que se morra aos poucos. A alegria é como o oxigênio da nossa vida: se a perdemos e nos intoxicamos com a tristeza, somos arrastados para a morte. Se tomarmos consciência de que Deus está no controle da nossa vida, não teremos o que temer, pois tudo será motivo de ação de graças. A vontade de Deus para nós é alegria.

A tristeza de nada adianta; ela só abre a porta do nosso coração para o inimigo; e, quando isso acontece, ele assume o comando. É preciso resistir e deixar que o Espírito Santo encha o nosso coração de alegria, pois a alegria do Senhor é a nossa força. Para vivermos sempre alegres precisamos orar sem cessar: “Estai sempre alegres. Orai continuamente. Dai graças, em toda e qualquer situação, porque esta é a vontade de Deus, no Cristo Jesus, a vosso respeito” (1Ts 5,16-18).

Toda vez que surgir alguma dificuldade em sua vida, dê graças a Deus, porque essa é a vontade d’Ele. Mas faça isso de maneira verdadeira, docilmente, em uma atitude de total abandono de si mesmo.

Mesmo quando você se sentir um fracasso no namoro, no trabalho, nas amizades, lembre-se de que Deus está em tudo. Ele é o Senhor absoluto de todas as coisas. Nossa vida está em Suas mãos e a Ele cabem todas as decisões.

O Espírito Santo é como um tecelão que, pouco a pouco, vai trançado os fios, transformando-os em um tecido maravilhoso. Deus entretece os fios da nossa vida, e somente conseguiremos compreender o desenho quando ele já estiver concluído.

Pergunto-lhe: você já tem sua vida toda definida? Sei que sua resposta será “graças a Deus, não”. Enquanto o Espírito Santo não terminar de entrelaçar todos os fios, nem você nem ninguém será capaz de entender a obra-prima desse Tecelão.

Quando o Senhor trançar o último fio e der o nó final, então contemplaremos a maravilha de Sua obra. Enquanto esse momento não chega, só seremos capazes de ver o avesso do tecido. Teremos de viver pela fé e não pela visão. Esse é o momento do abandono e da confiança.

Deus quer soprar sobre nós o Seu amor para curar as feridas dolorosas que ficaram enraizadas. Ele quer erradicar toda causa de tristeza e decepção. E é o Espírito Santo que renova todas as coisas, arranca de nosso coração a tristeza, a amargura, a desilusão e as dores e coloca em seu lugar a serenidade e a alegria. O homem novo é aquele que traz a alegria, fruto do Espírito Santo, enraizada em si.

Assim como uma harpa, cujo som é uma linda harmonia, precisa ser muito bem afinada, nós também precisamos ser afinados. E quem realiza isso em nós é o Senhor, que nos restaura para entoarmos o som da alegria, da paz, da bondade, da delicadeza, da paciência e da mansidão.

Deus nos gera em Seu coração e nos faz criaturas novas, cheia de paz, amor e alegria. É ele quem harmoniza tudo dentro de nós.

Artigo extraído do livro ‘Combatentes na Alegria’, de monsenhor Jonas Abib.
www.cancaonova.com

 
 

xm732