Enriqueça a sua fé
 
Você quer ser feliz?
 
Leia os outros artigos
 
Para enviar esse texto automaticamente no FACEBOOK, clique no botão abaixo:
Você tem muitos amigos e envia e-mails para todos? Então você pode enviar esse artigo para todos seus amigos de uma única vez, basta copiar a url abaixo e colar em seu e-mail.
Para enviar manualmente, copie CTRL C o código acima e cole CTRL V no mural ou mensagens de e-mails dos seus amigos:
Leia os outros artigos
 

Gosto das pessoas alegres, as de sorriso e gargalhada fácil, as que riem das nossas brincadeiras e levam a vida com bom humor. Aquelas que sorriem ao cumprimentar. As que não desanimam quando as coisas não saem bem e são capazes de rir dos próprios erros e tropeços.
 
Gosto das pessoas alegres, que caminham pela vida semeando luz, com inocência, sem se levar muito a sério. São aquelas que riem da vida como ela é, que sabem aceitar as críticas e brincadeiras com bom humor, sem rebelar-se, sem ficar na defensiva diante do mais mínimo conselho que recebem.
 
Quantas pessoas caminham pela vida buscando apenas sua autorrealização como a melhor maneira de ser felizes! Buscam como finalidade das suas vidas um lugar, um espaço, uma realização das suas potencialidades.
 
Não lhes importa deixar feridos em seu caminho. Às vezes, suas decisões ferem, rompem, acabam com outros sonhos. E tudo isso para ser felizes, para encontrar seu melhor lugar no mundo.
 
Não se perguntam tanto sobre o que Deus quer delas. Não buscam onde e como podem ser mais fecundos para os outros.
 
Vivem como as crianças pequenas, centradas em seu desejo, em seu bem-estar, em responder às suas paixões. Ficam olhando para o próprio umbigo ao invés de olhar para Deus.
 
Há algum tempo, uma pessoa me disse: “Eu tenho muitas capacidades, sinto que não me valorizam, que não utilizam todo o meu potencial”. A verdade é que sua afirmação me surpreendeu. Por trás dela, havia uma profunda queixa. A pessoa não se sentia valorizada.
 
Senti pena. Acho que precisamos aprender a florescer no pedacinho de terra onde Deus nos coloca. Às vezes, não poderemos explorar todo o nosso potencial. Mas não importa, é de Deus. Ele saberá.
 
Se vivemos sempre pensando que não somos suficientemente valorizados, que não somos reconhecidos, nunca seremos felizes.
 
Pelo contrário, semearemos amargura. E, como sabemos, a amargura é essa semente pequena que vira uma árvore imensa: a árvore da tristeza, da crítica, da inveja.
 
Quando meu objetivo na vida é alegrar Deus e alegrar as pessoas, tudo muda. A quem posso alegrar hoje? A quem alegrei hoje com a minha vida, com as minhas palavras e gestos?
 
É verdade que nem sempre é fácil fazer isso. Mas é bom lembrar. Sempre há motivos para sorrir, para agradecer, para ver o futuro com esperança. Em meio às crises, em meio às provações da vida.
 
Hoje também posso sorrir. Hoje também posso fazer os outros sorrirem.
 
Faça o teste: comece seu dia pensando nas pessoas com quem se encontrará e em como fazê-las felizes. Pode ter certeza de que isso transformará sua vida!

Padre Carlos Padilla

 
 

xm732