Enriqueça a sua fé
 
Já é tempo de amadurecermos nossa fé
 
Leia os outros artigos
 
Para enviar esse texto automaticamente no FACEBOOK, clique no botão abaixo:
Você tem muitos amigos e envia e-mails para todos? Então você pode enviar esse artigo para todos seus amigos de uma única vez, basta copiar a url abaixo e colar em seu e-mail.
Para enviar manualmente, copie CTRL C o código acima e cole CTRL V no mural ou mensagens de e-mails dos seus amigos:
Leia os outros artigos
 

A Palavra meditada, hoje, está em Salmo 119,1-2:
"Aleluia! Felizes os que procedem com retidão, os que caminham na lei do Senhor. Felizes os que guardam seus testemunhos e o procuram de todo o coração"


É feliz aquele que progride na Lei do Senhor Deus. A Palavra de hoje nos fala sobre maturidade e crescimento. O ser humano passa por muitas fases até chegar à maturidade; e isso se reflete também no seu físico. Quantas pessoas não vivem a maturidade na sua idade cronológica e têm atitudes infantis! Há muitos idosos que se comportam como adolescentes; e há adolescentes com um amadurecimento significativo devido aos muitos sofrimentos vividos. Há também muitas pessoas que estão na Igreja há anos, mas vivem uma fé que não cresce, uma falta de amadurecimento espiritual.

Não vivamos uma fé apenas pronunciada, mas sim concreta. O grande segredo da maturidade é o autoconhecimento. Se não conhecermos nossas qualidades e nossos limites, como melhoraremos? A Palavra do Senhor nos diz que é feliz aquele que cresce na fé.

Conhecer-se, por vezes, é difícil, pois nos esbarramos em nossas limitações. Deus se utiliza de pessoas para falar conosco e nos mostrar o que devemos mudar em nós. Aquele que não se reconhece limitado não consegue crescer.

Quantos dizem: "Sou assim e vou morrer assim". Não! Precisamos pedir para Deus nos ensinar a nos conhecermos. Quando agimos pela emoção, precipitamos as nossas ações. É bonito ver aquele que reconhece suas falhas e, querendo vencê-las, decide mudar.

Quantos relacionamentos acabam por ciúmes excessivos! Quando não confiamos no outro, damos espaço para que o ciúme destrua as nossas relações. Não é possível crescer sem conhecer e reconhecer nossos limites.

Maturidade não é deixar de sofrer. Mas, por vezes, nossa imaturidade no relacionamento com Deus faz com que nos afastemos d'Ele. Pedimos ao Senhor tantas coisas, mas pode ser que Ele não nos atenda; então, devido à nossa imaturidade, não aceitamos o decisão do Senhor e nos afastamos d'Ele. É próprio de quem se decepciona afastar-se do outro. Quando estamos distantes do Pai, nossa vida espiritual se esfria. É tempo de nos reconciliarmos com Deus e com as pessoas.

Queiramos crescer na fé e na maturidade. O orgulho, a soberba e a prepotência fecham a porta do nosso coração para a mudança. Peçamos a Deus a graça o autoconhecimento, a fim de que possamos crescer na maturidade espiritual e humana.


Padre Arlon Cristian
Sacerdote da Comunidade Canção Nova - www.cancaonova.com

 
 

xm732