Enriqueça a sua fé
 
Dar felicidade
 
Leia os outros artigos
 
Para enviar esse texto automaticamente no FACEBOOK, clique no botão abaixo:
Você tem muitos amigos e envia e-mails para todos? Então você pode enviar esse artigo para todos seus amigos de uma única vez, basta copiar a url abaixo e colar em seu e-mail.
Para enviar manualmente, copie CTRL C o código acima e cole CTRL V no mural ou mensagens de e-mails dos seus amigos:
Leia os outros artigos
 

Há pessoas que sabem aproveitar cada instante. Sentem-se em casa com facilidade em qualquer lugar. Avaliam tudo positivamente. Têm um olhar inocente e confiante sobre a vida.
 
Essas pessoas – cada vez mais raras – fazem da vida uma corrente ininterrupta de momentos de luz. Talvez sejam tocadas por Deus de uma maneira especial. Elas existem, conheço algumas.
 
No entanto, há outras que veem escuridão e se recreiam no temor. Não avançam, temem, retrocedem. Julgam com dureza, fecham-se em sua própria carne. Tudo lhes parece pouco. Vivem com medo do futuro e se sentem mal com o seu passado. Não aceitam seu presente e não veem luz em nada do que as cerca.
 
Não escutam a voz de Deus dizendo-lhes o quanto as ama. E sempre pensam que deveriam ser mais amadas do que são. Porque nada é suficiente. Sim, também conheço algumas dessas pessoas que tiram a cor da vida e a tornam cinza e triste.
 
Em que grupo de pessoas nos encontramos? Talvez em um grupo intermediário: nem tão cinza, nem com tanta luz.
 
Mas é verdade que é possível preencher com um pouco mais de luz a nossa vida e a dos outros. É possível mudar o olhar, melhorar, avançar. Deus pode fazer isso. É possível transformar a noite em amanhecer, porque sempre há esperança. A resposta está em nós, que podemos ver a vida de forma muito diferente.
 
Já na terra começamos a viver o que será no céu. Ainda que velado. Deus nos oferece sua presença, seu amor. Dá-nos momentos de paz e de céu. A promessa de Deus é que já aqui, em nossa vida, Ele caminha conosco.
 
Aqui experimentamos faíscas do que será a plenitude no céu. Lá, não será preciso descer da montanha. Os momentos de paz da nossa vida serão eternos.
 
Esta paisagem que contemplamos, as conversas nas quais descansamos, esses momentos de oração ou de amizade que respiramos, esses instantes em que sentimos que alguém nos amava muito e a vida tinha um sentido.
 
Esses momentos em que vimos Deus em alguém. Essas pessoas que, quando as vemos, fazem com que nos esqueçamos de tudo que há de ruim, que nos libertam e nos ajudam a descansar.
 
Pessoas que nos olham nos olhos e diante de quem podemos ser quem somos, porque sabemos que nos acolherão assim. Pessoas que acreditam e confiam, que fazem seus os nossos sonhos. Que se interessam pelas nossas coisas, até pelas pequenas coisas, só pelo fato de serem nossas.
 
Elas tiram os obstáculos do nosso caminho e olham para o nosso coração até o fundo, compreendendo-nos.
 
Quem é assim em nossa vida? E eu, sou esse Tabor para as pessoas ao meu redor?
 
Todos nós temos momentos de vida em nossa história. Acho que é fundamental vivê-los a fundo, tirar as sandálias para pisar esse terreno sagrado. São pedaços de céu que nos ajudam a saber como será estar com Deus para sempre. Algo parecido, mas melhor e eterno.
 
Para isso fomos criados, para o lar que não passa. Todas as nossas experiências de beleza e de bondade, de luz e de paz, de estar, de chegada, na verdade são momentos em que Deus, como esse dia na montanha, nos diz que nos ama, que somos seus filhos prediletos.
 
Ele nos espera todos os dias, quer estar conosco. Até que estejamos juntos para sempre. A luz que um dia vi permanece dentro e iluminará os momentos de escuridão. A paz que um dia vivi me dará forças quando tudo mudar. O amor que senti me ajudará a crer quando eu me sentir sozinho.

Pe Carlos Padilha

 
 

xm732