Enriqueça a sua fé
 
As vitaminas da alma
 
Leia os outros artigos
 
Para enviar esse texto automaticamente no FACEBOOK, clique no botão abaixo:
Você tem muitos amigos e envia e-mails para todos? Então você pode enviar esse artigo para todos seus amigos de uma única vez, basta copiar a url abaixo e colar em seu e-mail.
Para enviar manualmente, copie CTRL C o código acima e cole CTRL V no mural ou mensagens de e-mails dos seus amigos:
Leia os outros artigos
 

Uma leitora me escreveu há alguns dias, perguntando: “Quais são as vitaminas para a alma?”. Fiquei pensando nisso por um tempo. Apresento, a seguir, as vitaminas que eu costumo tomar e que me ajudaram a percorrer o caminho. Há muitas outras, que você irá descobrindo ao longo da vida.
 
1. As boas obras
 
Fomos feitos para amar. Isso é algo que o tempo pode nos fazer esquecer, mas o recordamos ao ver o exemplo de pessoas como a Madre Teresa de Calcutá e muitos santos anônimos ao nosso redor.
 
Faça boas obras. Deus lhe deu muito e é hora de compartilhar com os outros essas graças, seus dons. Às vezes, fazemos estas boas obras sem pensar, sem esperar nada em troca, mas elas transcendem, vão muito além do que poderíamos pensar.
 
2. A oração
 
Alguns a chamam de “respiração da alma”. Eu costumava pensar que a oração era a linguagem de Deus, a forma como nos comunicamos com Ele. Hoje eu já acho que ela é muito mais que isso: é permanecer em sua presença amorosa.
 
Quando rezamos, estamos na presença de Deus. Ele nos vê e sorri. Pessoalmente, além do Pai-Nosso, gosto muito da oração do nome de Jesus. É uma oração contínua no coração: “Senhor Jesus Cristo, Filho de Deus, tende piedade de mim, pecador”.
 
É uma oração muito bonita e curta, então você pode repeti-la como uma jaculatória. Costumo fazer isso e me dá muita paz. Ela me ajuda a manter a presença de Deus, a sentir que caminhamos juntos, que não estou sozinho.
 
3. Os sacramentos
 
Os sacramentos da nossa Igreja são um tesouro, sobretudo a Eucaristia. Quando vejo uma missa com poucas pessoas, costumo pensar: “Ah, se soubessem...”.
 
Durante a missa, recebemos as chaves do céu. Podemos guardá-las e esquecê-las no bolso, jogá-las fora ou mantê-las brilhantes. Depende de nós.
 
4. Ler livros de espiritualidade
 
Leia especialmente as vidas dos santos. Há muitos livros, maravilhosos, como “História de uma alma”, de Santa Teresinha do Menino Jesus. Aprendemos muito com esses livros. Com eles, você descobre que os santos foram pessoas comuns que um dia decidiram viver para Jesus.
 
Conheço muitas pessoas cujas vidas se transformaram depois de ler um livro espiritual. Essas obras são um alimento para a alma. Você não imagina o quanto me ajudam em minha busca de Deus.
 
5. Confiar em Deus
 
Sei que Deus tem um plano incrível para você e para mim. Não o entendo, muitas vezes não o compreendo, então decidi simplesmente confiar. Sei que será o melhor para mim.
 
Percebi que, quando confio, o bom Jesus se compadece e então acontecem coisas extraordinárias. É como se Ele me dissesse: “Muito bem, Claudio”.
 
6. Visitar Jesus no sacrário
 
Eu trabalhava em uma empresa na qual recebia muitas pessoas que iam me contar seus problemas. Eu as ouvia atento e depois pegava um papelzinho e escrevia: “Vá ao sacrário, visite Jesus”.
 
Não conheço ninguém que não tenha sido tocado por Deus. Eu soube inclusive de um rapaz que decidiu fazer uma visita diária a Jesus no sacrário. Ele ia pelas manhãs, a caminho do trabalho; e, quando encontrava as portas da Igreja fechadas, ajoelhava-se do lado de fora e dizia, emocionado: “Aqui estou, Jesus”.
 
7. Rezar o terço
 
Esta bela oração trouxe muita paz e consolo às pessoas às quais a recomendei. Lembro de uma jovem que passava por uma situação muito difícil. “Reze o terço”, sugeri. No dia seguinte, ela me contou como, pela primeira vez em muito tempo, havia encontrado uma paz sobrenatural e a certeza de que tudo se solucionaria.
 
Experimente rezar o terço hoje.
 
8. Perdoar de coração
 
Muitas vezes não conseguimos perdoar porque não sabemos como fazer isso.
 
Há alguns anos, em um dos meus empregos, cometeram uma injustiça contra mim. Lembro-me de estar dirigindo rumo à minha casa e dizendo a Jesus: “Eu quero perdoar, mas não sei como. Se você não me ensinar, jamais conseguirei”.
 
Nesse momento, foi como se eu estivesse visualizando Jesus pregado na cruz, sofrendo dores terríveis. Ele então olhou para o céu e disse: “Pai, perdoa-lhes, porque não sabem o que fazem”.
 
Então exclamei: “Meu Deus! Esta é a resposta!”. Perdoar os outros porque não sabem o que fazem. A partir daquele momento, foi muito fácil perdoar, esquecer e amar essas pessoas que me prejudicaram.
 
A vida é muito curta, não a desperdice
 
Sei que a vida é apenas um suspiro. Faça com que ela valha a pena. Gaste-a em algo proveitoso, algo grande: Deus! Assim, sua existência será uma grande aventura!

Claudio de Castro

 
 

xm732