Enriqueça a sua fé
 
Como perdoar alguem que nos feriu
 
Leia os outros artigos
 
Para enviar esse texto automaticamente no FACEBOOK, clique no botão abaixo:
Você tem muitos amigos e envia e-mails para todos? Então você pode enviar esse artigo para todos seus amigos de uma única vez, basta copiar a url abaixo e colar em seu e-mail.
Para enviar manualmente, copie CTRL C o código acima e cole CTRL V no mural ou mensagens de e-mails dos seus amigos:
Leia os outros artigos
 

O programa “Fantástico” da Rede Globo, em 13 de abril de 1985, mostrou um caso real e emocionante, que aconteceu em nossa cidade de Lorena-SP, e fui testemunha disso.

Uma senhora chamada Ana Maria, morava no bairro de Santo Antônio. Ela tinha uma padaria e morava no mesmo prédio em um apartamento sobre a padaria.

Numa madrugada, essa Senhora teve a sua casa invadida por um rapaz, e este assassinou, dentro de sua casa, um dos seus filhos, jovem de 18 anos.

Ela não quis vingança contra o assassino e, na própria Missa de corpo presente do filho assassinado, declarou o seu perdão ao criminoso. Foi um momento de emoção e lágrimas!

O rapaz assassino foi preso, julgado e condenado à prisão na Casa de Detenção em São Paulo. Tão logo Dª Ana Maria soube da prisão do assassino, passou a visitá-lo em São Paulo semanalmente. Pegava o ônibus em Lorena, viajava 200 km para falar de Deus ao assassino do seu próprio filho.

Pouco tempo depois esse jovem revelava, sob lágrimas, ante as câmaras da TV Globo, o arrependimento do seu gesto. E lamentava não ter conhecido Jesus Cristo antes de parar na cadeia e ter matado o filho de Da. Ana Maria.

Esse caso mostra o que São Paulo chama de “amontoar carvões em brasa” sobre a cabeça daquele que vive mal, e mostra a forma cristã de vencer o mal. Assim, e só assim, quebra-se a corrente da violência e a atira-se ao chão. Não se pode apagar fogo com gasolina, mas com água. E quando a água luta com o fogo, quem vence é a água.

São Paulo nos ensinou a lei de Cristo: “Abençoai os que vos perseguem, abençoai-os e não os praguejeis… Não pagueis a ninguém o mal com o mal… Não vos vingueis uns aos outros, caríssimos, mas deixai agir a ira de Deus, porque está escrito: A mim a vingança; a mim exercer a justiça, diz o Senhor (Dt 32,35; Rom 12,14-19).

“Se o teu inimigo tiver fome, dá-lhe de comer; se tiver sede, dá-lhe de beber. Procedendo assim, amontoarás carvões em brasa sobre a sua cabeça.” (Pr 25,21; Rm 12,20).

Jesus ensinou a perdoar os inimigos, e morreu perdoando os que o crucificaram, coroaram de espinhos e o flagelaram até o sangue…

Quem odeia e não perdoa é como alguém que toma veneno e espera que o outro morra.

Felipe Aquino

 
 

xm732