Enriqueça a sua fé
 
A verdadeira oferta é dada de coração
 
Leia os outros artigos
 
Para enviar esse texto automaticamente no FACEBOOK, clique no botão abaixo:
Você tem muitos amigos e envia e-mails para todos? Então você pode enviar esse artigo para todos seus amigos de uma única vez, basta copiar a url abaixo e colar em seu e-mail.
Para enviar manualmente, copie CTRL C o código acima e cole CTRL V no mural ou mensagens de e-mails dos seus amigos:
Leia os outros artigos
 

A palavra meditada hoje está em Gênesis 4,1-7:

1. O homem se uniu a Eva, sua mulher, e ela concebeu e deu à luz Caim, dizendo: "Ganhei um homem com a ajuda do Senhor".
2. Tornou a dar à luz e teve Abel, irmão de Caim. Abel tornou-se pastor de ovelhas e Caim pôs-se a cultivar o solo.
3. Aconteceu, tempos depois, que Caim apresentou ao Senhor frutos do solo como oferta.
4. Abel, por sua vez, ofereceu os primeiros cordeirinhos e a gordura das ovelhas. E o Senhor olhou para Abel e sua oferta,
5. mas não deu atenção a Caim com sua oferta. Caim ficou irritado e com o rosto abatido.
6. Então o Senhor perguntou a Caim: "Por que andas irritado e com o rosto abatido?
7. Não é verdade que, se fizeres o bem, andarás de cabeça erguida? E se fizeres o mal, não estará o pecado espreitando-te à porta? A ti vai seu desejo, mas tu deves dominá-lo".


O Senhor nos questiona assim como questionou Caim: "Por que andas abatido?". A tristeza entrou no coração de Caim e o abatimento ficou em seu rosto. Isso aconteceu, porque faltou o bem na tarefa que ele fez. Essa é uma história antiga, mas, ao mesmo tempo, tão atual, porque nos ensina a vencer as forças de morte geradas pelo rancor. O perdão é uma força capaz de vencer a morte, a tristeza e o abatimento.

Caim e Abel eram irmãos, porém muito diferentes, assim como em nossas famílias. Abel era um homem aberto à vida e amava muito Deus, ele demonstrava seu amor em tudo que fazia. Em contrapartida, Caim amava a si mais do que ao Senhor.

Caim ofertou a Deus suas sobras, porém Abel separou para o Senhor aquilo que tinha de melhor. Quantos pensam como Caim e doam seu "resto" para as pessoas! A verdadeira oferta não é o material que oferecemos, mas o "doar-se" ao outro junto ao material ofertado. Somos felizes à medida que nos damos de coração ao outro. Abel conquistou o Senhor, porque colocou seu coração em sua oferta.

Às vezes, nas ofertas que fazemos a Deus está não o nosso agradecimento, mas o desejo de nos proteger de males futuros. Exemplo: "Vou dar isso para Deus, para não acontecer nada no meu futuro", "Pago meu dízimo, porque Deus abençoará minhas finanças"... Esses pensamentos são pobres.

Abel, ao entregar ao Senhor o que tinha de mais valioso – seu coração –, ficou aberto a receber as maravilhas de Deus. O Pai sempre nos perdoa, mas, muitas vezes, fechamos o nosso coração para receber o Seu perdão. Quando perdoamos aquele que nos fez mal, antes que nosso coração se abra, o Senhor já nos lava com Sua misericórdia.

Abramos as portas do nosso coração para que a generosidade se manifeste em nós. Uma pessoa mesquinha é fechada em si mesma, porque precisa abrir a mão do seu "eu" para atender as necessidades do próximo. Quanta coisa boa nos espera no dia de hoje! Temos de fazê-las com amor. Em tudo que fizermos devemos colocar o nosso coração, viver o agora em Deus. Os corações só se encontram quando há amor. A pessoa que ama Deus O serve em tudo que faz; não por obrigação ou troca, mas por generosidade. Tudo que se faz por obrigação se transforma em fardo em nossa vida.

Coloquemos o coração em tudo que fazemos e nossa vida ficará mais leve. Doía em Caim olhar para Abel e ver que ele era favorecido aos olhos de Deus, por isso começou a andar emburrado. A ingratidão, o apego e a inveja transformam a pessoa num constante estado de ira. Deus sabia por que Caim andava emburrado, e Ele também sabe por que andamos assim, mau-humorados.

Deus amava Caim e lhe deu a chance de desabafar. O Senhor o aconselhou a fazer o bem. Uma pessoa que faz o bem fecha seu coração para o mal. Quem deseja refazer a sua vida deve se abrir ao perdão.

O pecado sempre bate à porta daquele que alimenta o ódio em seu coração, pois esse sentimento inclina o coração para aquilo que não presta, e o bem se torna uma dificuldade. Caim optou pelo mal e sua vida foi envenenada. Quem decide fazer o bem não vive insatisfeito e infeliz. O que agrada a Deus é a nossa fé. Libertemos o nosso coração das mágoas e da falta de perdão.

Márcio Mendes
Missionário da Comunidade Canção Nova

 
 

xm732