Enriqueça a sua fé
 
No momento da dor, reconforte-se em Deus
 
Leia os outros artigos
 
Para enviar esse texto automaticamente no FACEBOOK, clique no botão abaixo:
Você tem muitos amigos e envia e-mails para todos? Então você pode enviar esse artigo para todos seus amigos de uma única vez, basta copiar a url abaixo e colar em seu e-mail.
Para enviar manualmente, copie CTRL C o código acima e cole CTRL V no mural ou mensagens de e-mails dos seus amigos:
Leia os outros artigos
 

A palavra meditada de hoje esta em I Samuel 30,1-8.

1. No terceiro dia em que Davi e seus homens estavam a caminho para Siceleg, os amalecitas atacaram o Negueb e Siceleg: arrasaram e incendiaram Siceleg,
2. aprisionando as mulheres, crianças e adultos que aí se encontravam; não mataram ninguém, mas foram embora levando-os consigo.
3. Quando Davi e seus homens chegaram, viram a cidade incendiada e souberam que suas mulheres, filhos e filhas tinham sido levados embora.
4. Davi e seu pessoal caíram em lágrimas e choraram até se esgotar suas forças.
5. As duas mulheres de Davi, Aquinoam de Jezrael e Abigail, mulher de Nabal de Carmel, também tinham sido capturadas.
6. Davi ficou muito angustiado, porque se dizia que todos queriam apedrejá-lo, pois o pessoal todo estava amargurado por causa de seus filhos e filhas. Davi, porém, recobrou ânimo em Javé seu Deus.
7. Então Davi disse ao sacerdote Abiatar, filho de Aquimelec: "Traga-me o efod". E Abiatar levou o efod para Davi.
8. E Davi consultou a Javé: "Se eu perseguir esse bando, será que vou alcançá-lo?" Javé respondeu: "Vá atrás deles, porque você os alcançará e libertará os prisioneiros".


Vamos entender o que aconteceu. O profeta Davi estava sendo perseguido por Saul e teve de se manter distante; então, fez um amigo entre os filisteus e foi com ele até o acampamento deste.

Os filisteus eram inimigos dos israelitas e, quando Davi chegou lá, os príncipes dos filisteus ficaram irritados e falaram ao seu amigo: "Arranca daqui esse israelita, esse matador. Como você traz para cá esse homem?". O amigo de Davi respondeu: "Saul persegue Davi, por isso ele está aqui".

Os filisteus concluíram que Davi estava ali para entregar a cabeça deles como forma de reconciliar-se com Saul, por isso ordenaram que ele fosse embora. O amigo pediu para Davi sair, mas este disse: "Eu estou aqui de boa fé, vim por amizade". O amigo filisteu lhe respondeu: "Eu sei, Davi, que você veio em paz. Por isso mesmo, peço que vá embora, enquanto você está em paz, porque não o querem aqui."

Davi foi expulso, julgado e rejeitado, por isso voltou triste para sua casa. Quando chegou lá, viu que a cidade havia sido invadida e tinham levado tudo, inclusive suas mulheres e filhos como escravos. O profeta e seus companheiros ficaram surpresos e sofridos por verem que as pessoas que eles mais amavam haviam sido levadas e eles não estavam ali para defendê-las. Eles ficaram tão tristes que choraram até não terem mais lágrimas.

Foi então que a atitude os dividiu. Seus companheiros estavam tão tristes, que precisavam encontrar um culpado. Então, começaram a discutir a possibilidade de apedrejar Davi pelo acontecido. Como se não bastasse ter sido expulso do acampamento do seu amigo e perdido tudo, agora seus amigos, em quem mais confiava, discutiam se iam ou não matá-lo.

Diante da frustração, os companheiros de Davi não souberam lidar com os sentimentos e tentaram encontrar um culpado. Mas o profeta, em face da sua amargura, foi reconfortar-se no Senhor, buscar forças em Deus para recobrar o ânimo diante de um golpe tão doloroso.

No momento da dor, uma das maiores tentações que enfrentamos é o desejo de encontrar culpados. Situações de grande sofrimento e perdas agressivas nos jogam na tristeza e na amargura. Se não forem curadas em Deus, fazem-nos querer achar culpados, arrancam a nossa vontade de reagir e de viver. Por isso, na hora da dor, não podemos tomar decisões precipitadas, porque sempre vamos em direção ao erro.

Culpar a si ou aos outros por uma coisa que aconteceu na sua vida e entregar-se ao sofrimento não vai diminuir o problema e a dor que você está vivendo.

A dor e a perda deixam marcas muito profundas no coração de uma pessoa. Quem nunca ficou triste por se sentir sozinho, isolado, esquecido? Isso fica registrado na vida da pessoa e a magoa.

Quando um pai ou uma mãe sai de casa, o filho, às vezes, sente-se culpado pelo que aconteceu e leva, para o resto da sua vida, o medo de ser deixado.

Como lidar com esse medo das perdas, com o sofrimento? Só existem dois caminhos: você se entrega à dor, chora, acusa alguém e morre ou reconforta-se no Senhor, consulta-O e segue em frente.

No momento da dor, você precisa recorrer a Deus. Primeiro, buscar n'Ele as forças para se levantar. Segundo, perguntar o que você deve fazer para seguir em frente. Davi chorou, amargamente, até as suas lágrimas secarem; depois, buscou o Senhor para se reconfortar, mandou trazer as vestes sagradas para colocar-se na presença do Pai e perguntou o que deveria fazer. Deus lhe deu a resposta.

O Senhor nunca deixa de responder a qualquer pessoa na hora do sofrimento.

Se buscarmos em Deus a nossa força e pedirmos a Ele uma direção, Ele não só a concederá a nós como também nos protegerá até chegarmos ao nosso objetivo. Está na hora de recorrermos ao Altíssimo para recuperarmos nossas forças.

Vamos colocar nossa alma na presença de Deus e pedir que Ele nos abençoe com Seu Espírito, curando nosso coração. O Senhor é a nossa força e é a Ele que devemos recorrer para vencer as nossas dores.

Márcio Mendes
Membro da Comunidade Canção Nova
www.cancaonova.com

 
 

xm732