Vocação
 
Cartilha vocacional e Texto-base
 
Leia os outros artigos
 
Cartilha do Ano vocacional e Texto-base Indique para um amigo
Enviado por: Diocese de Piracicaba
 
Escolha abaixo em qual formato você deseja salvar a apostila:
 
Word

Cartilha

Texto base
 
Zip | Word

Cartilha e texto base
 
Odt | Linux

Cartilha

Texto base
 
Pdf

Cartilha

Texto base
 
 

A minha vocação é a maneira que eu encontrei para melhor amar a Deus e as pessoas, servindo a todos, sem destinção, e assim chegar a santidade e ser feliz. Você já encontrou a sua?

2003 ANO VOCACIONAL
TEMA: Batismo, fonte de todas as vocações.
LEMA: Avancem para águas mais profundas (cf. Lc 5,4)

Reflexão: 1Cor 12, 4 – 11
L1: O Batismo é fonte da comum dignidade e da legítima diversidade.

L2: Pelo Batismo e pela Crisma, a Trindade nos chama a ser povo, a viver em comunhão, a participar na missão e na vida da Igreja e a tomar parte ativa na transformação do mundo.

L3: No Brasil, a questão vocacional é aprofundada e celebrada anualmente no mês de agosto. Hoje a vocação-missão se multiplicou e o itinerário é: dispertar, discernir, acompanhar e cultivar. A meta é que todos juntos nos encontremos unidos na mesma fé e no conhecimento do filho de Deus, para chegarmos a ser o homem perfeito, que na maturidade do seu desenvolvimento é a plenitude de Cristo. (Ef 4,13)

L1: Neste momento o desafio maior para o Serviço de Animação Vocacional – SAV, é formar e preparar bem os animadores vocacionais para o diálogo com a cultura urbana e evangelização inculturada, buscando conhecer melhor os valores. Há necessidade de caminhar juntos, expressando a comunhão e co-responsabilidade nos diferentes serviços e mistérios.

L2:Num tempo de graça – KAIRÓS – grandes avanços estão acontecendo.
ü Um rosto mais encarnado da animação vocacional.
ü Crescimento da consciência vocacional da Igreja e maior participação dos cristãos leigos.
ü Melhor organização, formação e reestruturação das Equipes Vocacionais.
ü Melhor acolhida do Itenerário Vocacional.
ü Interação com outras Pastorais e melhor organização da Pastoral Vocacional – PV.

L3: No Ano Vocacional em 1983 a CNBB instituiu para que a animação vocacional suscitasse vocações de SERVIÇO AO REINO, isto é, vocações sacerdotais. Hoje, embora elas sejam necessárias, não devemos deixar de lado, todas as demais.

L1: Como o Batismo de Jesus no rio Jordão representou o início da missão profética, para a revelação da sua divindade e identidade, da sua autoridade e da sua missão salvífica, assim, o Batismo cristão é a fonte e a origem de todas as vocações.

BATISMO, FONTE DE TODAS AS VOCAÇÕES

“Eu te batizo em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo...”

O ano vocacional deseja gerar uma nova mística e uma nova espiritualidade do segmento de Jesus Cristo, onde todos os batizados possam ser perseverantes, dar testemunho de sua fé e viver a própria vocação na fidelidade a Jesus Cristo, à comunidade e ao povo de Deus.
O Batismo de Jesus revela elementos fundamentais para o Batismo cristão:
ü Sua vinda de Nazaré ao rio Jordão é um sinal indicativo do seu chamado a salvar a humanidade. Veio livremente.
ü A voz do alto - Sinal que Deus volta a falar. Indicativo de sua divindade e identidade vocacional.
ü “Nele está o meu agrado...” – Sinal indicativo de sua autoridade, porque executará o projeto de Deus.

Como o Batismo de Jesus representou o início da sua missão profética, o Batismo cristão, é a fonte e a origem de todas as vocações.

Uma vocação só se mantém numa autêntica espiritualidade. Sem intimidade com Deus e capacidade de acolher a sua vontade, tantas vezes misturada à dura realidade da vida, nenhuma vocação amadurece.

“Eu te batizo em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo...”

Reflexão:
- Rm6, 1 – 11 ...”Sepultado e ressuscitado em Cristo”
- Rm 6, 3 ...”Enxertados em Cristo”...
- 1Cor 12, 13 ...”Inseridos no corpo de Cristo”...
- 1Cor 12, 4 – 31 ...”Diversidade de Carismas”...

Portanto o Batismo é a fonte da comum dignidade dos cristãos e da legitimidade da diversidade das vocações e dos ministérios. (Lumem Gentium 32)

Nos Evangelhos de Mt 28,19 e Mc 16,15 Jesus ordena aos seus discípulos: “Ide e fazei que todos se tornem discípulos, batizando-os em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo”.

ANO VOCACIONAL
Avancem para águas mais profundas

Pia Batismal – Fonte de todas as vocações!
Batismo – Redescoberta do chamamento divino!

Batismo
O primeiro e fundamental chamado divino é a grande vocação a vida, o chamamento a existência. Deus nos chama antes de tudo a sermos pessoas humanas, realizadas e felizes.

Batismo – Povo de Deus em COMUNHÃO, PARTICIPAÇÃO E MISSÃO. (Puebla 852)

AVANÇAR

Reflexão:
- Lc 5, 1 – 11

Jesus : - Pessoa concreta (Lc 3, 23 – 38)
- Vencendo tentações (Lc 4, 1 – 3)
- Lendo a Palavra (Lc 4, 18 – 19)
- Ensinando, expulsando demônios e realizando milagres (Lc4, 31 – 44)

O mestre não espera, mas vai lá, onde as pessoas se encontram!

Jesus : - Dialogo com a samaritana (Jo 4, 41)
- Conversa com o cego (Lc 10, 46 – 52)
- Chama Zaqueu (Lc 19, 1 – 10)
- Convoca pessoas diferentes para segui-lo de diversas maneiras:
a) Para acompanhá-lo de perto (Mc 3, 13 – 19)
b) Para encontra-lo de vez em quando (Jo 3, 21)
c) Permanecendo em suas casas (Lc 10, 38 – 42)
Todos fazem parte da grande família de Jesus.

Jesus vive diferente de outros mestres:
· Vive de forma itinerante
· Ensina multidões
· Escolhe seus discípulos

Todos serão gradualmente inseridos na missão de testemunhar e anunciar o Reino de Deus. (Lc 10, 1 – 20; At 1, 8)

Importante: Vida coerente, que uma atos e palavras.

O evangelista Lucas nos mostra que:
Ninguém segue alguém, sem antes conhece-lo.

VAMOS EM FRENTE

A sensação muitas é de que os problemas e desafios são maiores do que as nossas forças. Por isso o gesto tranqüilizador de Jesus: Não tenhas medo! (Lc 5, 10), porque Jesus nos garante: Estarei contigo até o fim dos tempos. (Mt 28, 20) – CORAGEM !

O medo é um grande obstáculo à vivência de uma vocação madura. Muitas pessoas deixam de servir a Deus e aos irmãos renunciando a própria felicidade, porque têm medo de fracassar e de não ser compreendidas. É preciso crescer na certeza de que a obra é de Deus e, se Ele nos convida para o seu serviço, também nos dá as graças necessárias para bem realizá-las.
Todos nós batizados devemos dar um sim consciente e coerente ao chamado de Jesus, pois a partir do batismo somos chamados à santidade, à fé, ao segmento do Senhor e à graça.

Somos responsáveis uns pela vocação dos outros. Cada pessoa batizada tem a responsabilidade de viver bem o chamado e contribuir para que todos tenham condições de responder ao chamamento divino para ser gente.

Hoje todas as pessoas batizadas são vocacionadas a:
v Chamar
v Evangelizar
v Proteger
v Estimar
v Respeitar o diferente.

“Duc in altun” Vamos em frente (Novo Millennio Inuente)

Deus é a fonte da vocação.

Dimensão Trinitária do chamamento divino:

Pai Que chama
Filho Que envia
Espírito Santo Que faz ecoar

Quem ama não se sente auto-suficiente, mas livre para amar sem retorno, porque o impulso vem de dentro. (1Jo 4, 10)

Conclusão: Seguir Jesus nem sempre é fácil. Requer o empenho de uma vida toda. O catequista consciente de sua tarefa e do projeto de Jesus atualiza a palavra dele e marca presença no meio da realidade onde vive com a força que vem do mesmo Cristo. Fala em nome dele, sente com o coração do próprio Jesus as alegrias e as esperanças, as angústias e tristezas dos homens e das mulheres de hoje. (cf. Gaudium et Spes, 1)

“...Percebi e reconheci que o amor encerra em si todas as vocações, que o amor é tudo, abraça todos os tempos e lugares; numa palavra o amor é eterno. Então, delirante de alegria, exclamei: ó Jesus, meu amor, encontrei afinal minha vocação: minha vocação é o amor: Sim, encontrei o meu lugar na Igreja, tu me deste este lugar, meu Deus. No coração da Igreja, minha mãe, eu serei o amor e desse modo serei tudo, e meu desejo se realizará. (Trecho da autobiografia de Santa Terezinha do Menino Jesus em liturgia das horas).

TODA VIDA É UM DOM
Toda a vida é um dom, pra todo homem
Toda a vida é um dom, em cada momento
Toda a vida é um dom, canta à vida, canta à vida.

Corre, corre sem parar
Contra a corrente que te arrasta
Vence as barreiras que te querem derrubar
Destrói as barreiras da indiferença
Sorri a quem não sabe, que a vida não acabará

Mesmo no dias tristes, a vida é amor
Mesmo nas tempestades, a vida é amor
A vida é sempre um dom
Que Deus te dá, que Deus te dá

Toda a vida é um dom, não a estragues
Toda a vida é um dom, não a desperdices
Toda a vida é um dom, vive a vida, vive a vida.

Corre, corre sem parar...

ORAÇÃO DO ANO VOCACIONAL

Ó Trindade Amada, Pai, Filho e Espírito Santo,
Vós chamais os homens e as mulheres
para serem santos e santas, no amor.
Fazei brotar em nossas comunidades
aquela variedade de vocações, de serviços e de ministérios,
segundo a riqueza da graça recebida no Batismo.
Que a vossa Igreja, Povo de Deus, Assembléia dos chamados,
seja fiel à sua vocação.
Animai os jovens vocacionados e vocacionadas.
Dai, aos cristãos leigos e leigas, coragem, audácia e firmeza, para que,
no cotidiano da vida, construam a justiça, a solidariedade e a paz.
Às irmãs e aos irmãos de vida consagrada,
dai coerência e transparência, para serem, nesta terra,
sinal do amor e da ternura da Trindade.
Olhai para os nossos diáconos;
sejam eles imagens vivas do Cristo Servo.
Que os nossos padres e bispos,
segundo o exemplo de Cristo, Bom Pastor,
cuidem, com carinho e amor,
de todas as pessoas a eles confiadas.
Fazei, enfim, que todos os batizados,
sob o olhar carinhoso da Mãe Aparecida, a vocacionada do Pai,
com renovado ardor missionário, avancem, sem medo,
pelos caminhos da justiça e da solidariedade,
a serviço da vida e da esperança, na busca do Reino definitivo.
Amém.

Fonte: Texto-base do Ano Vocacional



 
 
xm732