Rosário - O terço
 
texto
 
Leia os outros artigos
 

Toda pessoa humana gosta de receber presentes, gosta de receber elogios, sente-se bem quando alguém lhe dirige uma palavra de amor.

A maneira mais fácil de manifestar carinho é oferever uma rosa. Maneira simples e sublime.

A rosa, economicamente, significa pouco. Mas sua mensagem é tudo. É um mistério da natureza humana. Um pouco de divino e um algo natural.

Se expressamos um amor muito grande quando oferecemos uma rosa a alguém, nosso amor será maior quando oferecemos mais rosas, quando mais demonstrações de carinho fizermos.

Porque amamos nossa Mãe, a Mãe de Jesus, a Mãe da igreja, nós gostamos de lhe oferecer rosas, gostamos de elogiar: "Ave, Maria, cheia de graça..."

Cada vez que rezamos uma Ave-Maria, é uma rosa que entregamos a nossa Mãe. O rosário é um buquê de rosas que oferecemos.

Ao mesmo tempo que saudamos e prestamos uma homenagem à Mãe de Deus e nossa, recordamos toda a história de nossa salvação, meditando nos fatos e relembrando as pessoas mais importantes dentro do plano que Deus estabeleceu para nossa salvação em Cristo.

O rosário se divide em quatro terços:
Mistérios Gozosos
Mistérios Dolorosos
Mistérios Gloriosos
Mistérios da Luz

O TERÇO


O terço é a terça parte do rosário. É um conjunto de orações, de atos de amor, que fazemos meditando nos principais mistérios de nossa fé. São as rosas que por amor, oferecemos à Mãe de Deus.

O terço é um conjunto de Ave-Marias e Pai-Nossos. São cinqüenta Ave-Marias rezadas em grupo de dez, que se chamam Mistérios. Após cada Mistério segue um Pai-Nosso.



OS MISTÉRIOS

Mistérios Gozosos
(Segunda, sábado e domingo)
Os mistérios gozosos nos auxiliam a ter um conhecimento mais profundo do amor a Deus. Ajudam-nos a meditar no grande Mistério da Encarnação. Deus manifesta seu amor salvifíco por nós.
1. Anunciação do anjo Gabriel à Virgem Maria.
"Ave, cheia de graça, o Senhor é contigo..." (Lc 1, 28-38)
2. A visita de Maria a sua prima Santa Isabel.
"De onde me vem a felicidade de que a Mãe do meu Senhor me visite!" (Lc 1, 43)
3. Nascimento de Jesus na gruta de Belém.
"O verbo se fez carne e habitou entre nós" (Jo 1, 14)
4. Apresentação do Menino Jesus no templo.
"Eis que este Menino está destinado para ser sinal de contradição." (Lc 2, 34)
5. O encontro do Menino Jesus no templo.
"Porque me procuráveis? Não sabíeis que devo ocupar-me com as coisas de meu Pai?" (Lc 2, 49)

Mistérios da luz
(Quinta-feira)
Os mistérios da luz, reflete desde a infância de Jesus, sua vida de Nazaré à vida pública de Jesus.Cada um destes mistérios é revelação do Reino divino já personificado no mesmo Jesus.
1. Batismo do Senhor no Jordão.
"Depois de ser batizado, Jesus logo saiu da água. Então o céu se abriu, e Jesus viu o Espírito de Deus, descendo como pomba e pousando sobre ele. E do céu veio uma voz, dizendo: «Este é o meu Filho amado, que muito me agrada.» (Mt 3, 16s)
2. As Bodas de Caná.
"No terceiro dia, houve uma festa de casamento em Caná da Galiléia, e a mãe de Jesus estava aí. 2 Jesus também tinha sido convidado para essa festa de casamento, junto com seus discípulos."(Jo 2, 1-12)
3. A proclamação do Reino.
"O tempo já se cumpriu, e o Reino de Deus está próximo. Convertam-se e acreditem na Boa Notícia." (Mc 1, 15)
4. A transfiguração de Jesus.
"Mas, da nuvem saiu uma voz que dizia: «Este é o meu Filho, o Escolhido. Escutem o que ele diz!"(Lc 9, 35)
5. A Entrada em Jerusalém e a Instituição da Eucaristia.
"Antes da festa da Páscoa, Jesus sabia que tinha chegado a sua hora. A hora de passar deste mundo para o Pai. Ele, que tinha amado os seus que estavam no mundo, amou-os até o fim."(Jo 13, 1)

Mistérios Dolorosos
(Terça-feira, sexta-feira - Nos domingos da Quaresmas)
Os mistérios dolorosos nos preparam para entender e melhor viver os sofrimentos que Deus nos envia. Apresentam-nos o Mistério da Redenção. É o grande amor de Jesus por nós que chegou a dar a própria vida pela nossa salvação.
1. A agonia de Jesus no Horto das Oliveiras.
"Vigiai e orai para não cairdes em tentação. O espírito está pronto, mas a carne é fraca." (Mc 14, 38)
2. A flagelação de Jesus.
"Então Pilatos mandou prender e flagelar Jesus" (Jo 19, 1)
3. Jesus é coroado de espinhos.
"Teceram uma coroa de espinhos e puseram-na sobre sua cabeça dizendo: Salve, rei dos judeus." (Mc 15, 17-18)
4. Jesus carrega a Cruz para o Monte Calvário.
"Se alguém quiser vir comigo, renuncie-se a si mesmo, tome sua cruz e me siga." (Mt 16, 24)
5. A crucificação, sofrimento e morte de Jesus.
"Pai, em tuas mãos entrego o meu espírito!" (Lc 23, 46)

Mistérios Gloriosos
(Quarta-feira e nos domingos do tempo Comum e Pascal)
Os mistérios Gloriosos nos convidam a viver na esperança dos filhos de Deus. Apresentam-nos o grande Mistério da Ressurreição de Jesus e nos convidam a caminhar para ressuscitarmos um dia com Cristo.
1. A ressurreição de Jesus.
"Não temais! Sei que procureis Jesus crucificado. Não está aqui, porque ressuscitou como havia predito" (Mt 28, 5-6)
2. A ascensão de Jesus aos Céus.
"E, enquanto os abençoava, foi-se afastando deles, e subindo para o céu." (Lc 24, 51)
3. A descida do Espírito Santo.
"Todos ficaram cheios do Espírito Santo e começaram a falar em outras línguas." (At 2, 4)
4. A assunção de Maria Santíssima aos Céus.
"Fez em mim grandes coisas o Todo-Poderoso." (Lc 1, 49)
5. Coroação de N. Sra. como Rainha do céu e da terra.
"Apareceu um grande sinal no céu, uma mulher vestida de sol, com uma coroa de doze estrelas" (Ap 12, 1)



 
 
xm732