Pentecostes
 
O beijo no Espírito
 
Leia os outros artigos
 

... rendendo-se à efusão do Espírito Santo "Eu vos tinha batizado com água; ele, porém vos batizará com o Espírito Santo" (Mc 1,8) Bill, um estudante de engenharia, formou-se e foi trabalhar num local de tecnologia avançada. Rapidamente, viu-se absorvido pelo ritmo veloz de seu ambiente de trabalho. Em certo sentido, Bill era dono de uma propriedade que tinha petróleo em seu subsolo, mas que durante muitos anos não foi descoberto. Em alguns momentos esporádicos de graça, no decorrer dos anos, ele sentia um mover interior do Espírito, mas era fugaz e efêmero.

Uma reviravolta simples e inesperada nos acontecimentos provocou a descoberta do petróleo subterrâneo de Bill. Numa sexta-feira à noite, Bill ficou sem gasolina na auto-estrada. Um jovem engenheiro parou para ajudá-lo. Depois de conseguir gasolina para o carro, o jovem lhe disse: "Estou a caminho de um, grupo de oração, você gostaria de vir comigo?" Ele respondeu: "Está bem, vou com você".

Era um encontro de oração carismático-católico em uma paróquia com cerca de 50 pessoas. Ele sentiu uma nova alegria em seu espírito à medida que a reunião transcorria, "Puxa vida!", exclamou quando começaram a cantar em línguas. "Isto é maravilhoso! Que língua é essa?" seu amigo sussurrou-lhe: "Este é o dom de línguas. Quando as pessoas se abrem ao Espírito Santo, normalmente recebem do Senhor este dom. É a prova visível do fluir do Espírito em sua vida". Bill sentiu leveza e paz enquanto o grupo cantava em línguas. Desde criança, depois que seu pai saiu de casa, ele não se sentia tão bem.

"Como é essa experiência de efusão do Espírito Santo?" Bill quis saber momentos mais tarde durante o cafezinho. "De certa forma", respondeu o seu amigo, "é o cumprimento de sua Confirmação". "O poder do Espírito Santo pedido na Confirmação raramente vem daquele momento. A maior parte dos católicos crê que o derramamento do Espírito é a liberação do Espírito Santo já presente no Batismo Sacramental e na Confirmação. É um dom de Jesus para nos revestir de poder e anunciá-Lo ao mundo. É a mesma coisa que aconteceu no Pentecostes. Aos seguidores de Jesus foi prometido que recebiam poder para ser suas testemunhas. É o modo de Deus cuidar de nós e de nos ajudar a cuidar dos outros. É nossa herança espiritual."

Quando orou e pediu a Jesus que o batizasse no Espírito Santo, Bill deu um passo mais adiante em seu compromisso. Ele escancarou as portas para o céu e disse: "Jesus, concordo em pertencer inteiramente ao Senhor". Isso não quer dizer que não houvesse áreas de sua vida que permaneciam encobertas em sua natureza e, portanto, eram inacessíveis. Significava, isto sim, que ele concedia ao Espírito Santo autorização para dar início a incursões sobrenaturais naqueles locais ocultos. O importante nisso tudo é continuar a dizer "Sim" a Ele em níveis cada vez mais profundos. Quanto mais formos capazes de dizer "Sim" a Ele, tanto mais acesso teremos ao petróleo subterrâneo.



 
 
xm732