Com a palavra...
 
Dicas para sermos felizes
Por: Pe. Antônio Carlos D'Elboux
 
Leia os outros artigos
 

As Bem-Aventuranças nos ensinam que somos felizes quando promovemos o bem-estar daqueles que estão ao nosso lado, repartindo com eles o pão cotidiano e sendo sensíveis às suas necessidades. É certo que a pobreza material não é um bem em si mesma e que deva ser desejada, mas ela é sempre uma denúncia para que seja repartida a riqueza de alguns com os que nada ou pouco têm. Jesus nos quer todos irmãos e irmãs uns dos outros.

Somos felizes quando somos educados, amáveis e respeitosos para com todos os que vivem ao nosso lado; quando lutamos contra o mal que massacra as pessoas, preocupando-nos com os que estão em situações piores que a nossa; quando desmascaramos as tramas e desarmamos as ciladas dos que querem utilizar os outros, fazendo-os de trampolim para subirem na vida ou, pior ainda, reduzindo-os a coisas. É necessário denunciarmos as injustiças e não oprimirmos os que caminham a nossa volta.

Somos felizes quando amamos nossos irmãos e irmãs como eles ou elas são, sem querermos favores em troca. Deus é o primeiro que nos amou e, apesar de nossas faltas e omissões, continua nos amando e nos incentivando para abrirmos, com sinceridade, nosso coração para Ele agir em nós. Se formos falsos, não poderemos testemunhar a pureza de agir. Ninguém encontra a felicidade baseado em falcatruas ou mentiras, pois, uma hora, a casa cai e a verdade vem à tona.

Somos felizes quando promovemos a paz. Mas para isso é preciso que sejamos pessoas de paz: apontando tudo o que rompe a paz e se empenhando para construí-la, sem desejos de vingança e sem violências e até enfrentando perseguições por denunciar as injustiças e o jogo dos poderosos do dia. Nessa situação, devemos nos alegrar, pois mesmo se somos atacados, caluniados ou se falarem mal de nós, estamos seguindo os caminhos de Jesus. Ele nos convida a não desanimarmos e nem nos acomodarmos.

Em agindo dessa maneira, Deus nos recompensará, pois estamos cumprindo as Bem-Aventuranças ensinadas por Jesus, o nosso Deus que se fez nosso irmão. Elas são pistas para que cada um de nós, praticando-as, encontremos a felicidade suprema, que é o próprio Deus que nos criou para amá-lo e servi-lo nesta vida e depois, gozarmos da presença dele na vida futura prometida por Jesus para todos os que em vida se esforçam para ser sinal da sua misericórdia entre as demais pessoas.



 
 
xm732