Especial - A Bíblia para crianças
 
Os cristãos continuam a missão de Jesus
Fonte: Revista Família Cristã
 
Leia os outros artigos
 

Ao escolher os doze apóstolos para segui-lo e acompanhá-lo em sua missão, Jesus confiou a eles a tarefa de continuar essa missão. Só assim o Evangelho pode chegar a todos os homens.

Conheceremos algo mais sobre o trabalho dos apóstolos no início da Igreja.

Além deste artigo, leia também o livro Atos dos Apóstolos, da Bíblia.

Depois de sua morte e ressurreição, Jesus voltou para junto de Deus, deixando aos apóstolos a tarefa de continuar na Terra a sua missão. Ele disse: "Vão pelo mundo inteiro e anunciem a boa notícia (o Evangelho) a todas as pessoas". E ainda: "Dou-lhes o poder de falar em meu nome e curar os doentes" (confira Mc 16,15 -19). Disse-lhes mais: "Não saiam de Jerusalém. Esperem aqui, todos juntos. Primeiro vocês vão receber o Espírito Santo. Ele lhes comunicará a força de Deus. Então vocês se sentirão preparados para pregar o Evangelho, não só na cidade de Jerusalém, mas em todas as regiões da Terra, até mesmo nas mais afastadas".

Com os apóstolos, ficou Maria, a mãe de Jesus. A presença de fé dessa mulher ajudou aqueles homens a se prepararem para receber o Espírito Santo. Ela acreditava nas promessas de seu Filho, por isso, rezou e esperou, com os apóstolos, a chegada do Espírito Santo.

Esse acontecimento é muito importante para a Igreja. E tudo aconteceu no dia da festa judaica de Pentecostes, ou seja, 50 dias após a Páscoa . Jerusalém ficava repleta de peregrinos, vindos de muitas cidades, que se reuniam no templo, para rezar e agradecer a Deus.

Sendo judeus, os apóstolos também iam participar dessa f esta. E já haviam iniciado sua preparação. Eles reunidos juntos, com Maria, numa sala, isto é, no Cenáculo. Enquanto rezavam, ouviram um forte barulho. O vento parecia um furacão, e encheu a casa onde eles se encontravam. Apareceram então umas línguas de fogo, que se espalharam e foranr pousar sobre a cabeça de cada um deles. Foi assim que os apóstolos ficaram cheios do poder do Espírito Santo, perderam o medo e saíram da sala.

Imediatamente, começaram a falar ao povo sobre a ressurreição de Jesus. As pessoas, atraídas pelo ruído, correram para aquele lugar. Ao ouvi-los, todos se admiravam. Alguns, porém, diziam: "Eles devem estar bêbados".

Pedro não pôde aceitar isso! Usando a palavra, disse em alta voz: "Estes homens não estão bêbados de vinho! São apenas 9 horas da manhã. Ao contrário, é o poder de Deus que está agindo neles, através do Espírito Santo que recebemos". E continuou: "Ouçam-me! Jesus de Nazaré passou entre nós fazendo só o bem! Inocente, foi condenado à morte na cruz. Mas Deus, mostrando o seu poder, o ressuscitou. E ele enviou sobre nós o seu Espírito. Agora, não há mais dúvidas de que aquele Jesus que vocês crucificaram era o Filho de Deus, o Salvador prometido. Disso somos testemunhas" confira At 2. 14-32).

O povo percebeu que os apóstolos tinham razão e perguntou-lhes: "Que devemos fazer então?" Respondeu-lhes : "Mudem seus corações e seus pensamentos! E cada um de vocês seja batizado em nome de Jesus. E assim, se tornarão filhos de Deus e receberão também o Espírito Santo". Muitos acreditaram na Boa Nova de Jesus, e só naquele dia, mais de três mil pessoas foram batizadas.

Desse modo, a partir da pregação dos apóstolos, nasceu a Igreja. Mas o que é mesmo a Igreja? É apenas o local onde a gente se encontra para rezar? Não. A Igreja viva é formada pelas pessoas e pelas comunidades que aceitam e decidem seguir os ensinamentos de Jesus. Esta Igreja vai existir sempre. Desde o início, as pessoas que participam dela recebem o nome de cristãos.

Os cristãos freqüentavam, diariamente, o templo para ouvir os apóstolos, rezar e repartir o pão. Desse modo, eles reviviam o gesto que Jesus fez naquele famoso jantar de despedida (a última ceia).

Jesus repartiu com eles o pão da eucaristia. Porém, a união e a amizade dos cristãos ia além do templo. Eles se reuniam também nas casas. Rezavam, agradecendo a Deus e recordavam os ensinamentos de Jesus. E entenderam muitas coisas, lendo a palavra de Deus. Ajudavam os necessitados e eram alegres. E todo o povo os admirava. Com o passar do tempo e com o aumento do número de cristãos surgiram as igrejas, como as temos hoje.

Dessa forma, os primeiros cristãos foram conhecendo melhor a Jesus e dele aprenderam a fazer somente o bem às pessoas, a repartir seus bens e a todos tratar com bondade, justiça e amor. Esse foi também o exemplo que eles nos deixaram. Se você quiser ver um retrato fiel da primeira comunidade cristã, leia At 2, 42 - 47.



 
 
xm732