Colunas
 
Uma chama bruxoleante
Por: DOM ALOÍSIO ROQUE OPPERMANN
SCJ ARCEBISPO DE UBERABA, MG
 
Leia os outros artigos
 

Fazer férias é sempre renovador, não tanto pelo descanso físico – pois costumam levar ao contrário – mas pela mudança de ambiente. Também pela vivência de experiências novas, e o abandono momentâneo do nosso mundo rotineiro, tantas vezes sem opções de paisagem. Rodar por esse imenso país, dormir mal várias noites, perder-se nas cidades de médio porte (que conhecíamos tão bem), nos leva a novos parâmetros, e nos coloca diante de novas realidades do mundo no qual vivemos. Tive ocasião de exercer a “pastoral da roda”, e rever velhos ambientes, hoje bastante modificados. Voltei, em várias ocasiões, minhas atenções para essas nobres filhas da Igreja, que são as Religiosas. Tive ocasião de retornar a uma cidade, onde há 40 anos pude fazer um retiro de espiritualidade. Trata-se de um Colégio de Irmãs que, na ocasião, abrigou mais de 300 pessoas. Tenho saudades daquela grande experiência de encontro com Deus.  Ao visitar o local, vi que o enorme colégio fora transformado em hotel. Fecharam, por falta de novas vocações. Aliás, num Estado da federação, houve anos em que nenhuma Congregação tinha qualquer noviça.  Abandonaram a sentença do Senhor: “Maria escolheu a melhor parte” (Lc 10,42).

De onde pode provir tamanha mudança de pensamento? Acho que um dos motivos reside no fato de as famílias se terem reduzido a três ou quatro membros. Nenhum casal que tenha só uma filha, admite entregá-la à vida religiosa. Outro fator muito forte é a campanha maciça que enfatiza a beleza das moças com produtos cosméticos, mostrando o encantamento da beleza feminina. Fala-se em desfiles, nas modas sedutoras, na beleza do corpo feminino. Não há espaço para a exaltação da beleza moral, para a doação em benefício do semelhante, para a solidez da vida espiritual. Sobretudo, as nossas Comunidades não conseguem focalizar a beleza do encontro com Cristo, a sublimidade da oração, a entrega da vida em favor dos necessitados. Temos no Brasil muitas Santas Mulheres, exemplos perfeitos de amor a Deus e ao próximo. Podemos ter certeza de que as mulheres que amam a Cristo, e se dedicam ao próximo, preenchem uma necessidade da Igreja. Esse amor as leva a se sentirem sumamente felizes.



 
 
xm732