Colunas
 
Fora dos grandes noticiários
Por: DOM ALOÍSIO ROQUE OPPERMANN
SCJ ARCEBISPO DE UBERABA, MG
 
Leia os outros artigos
 

Nesta semana passada, por deferência especial da arquidiocese do Rio de Janeiro, tivemos – um bom grupo de Bispos brasileiros -  a  oportunidade de visitar uma comunidade católica (Na. Sra. Aparecida), da Paróquia do Bom Jesus da Penha, atendida pelos Padres Dehonianos.

Estamos falando do famoso Complexo do Alemão. O povo daquela comunidade nos recepcionou com muita alegria, no meio da tarde. Eram centenas de fiéis, que permaneceram conosco por horas a fio.

Eles nos relataram a imensa alegria de pertencerem à Igreja, e nos testemunharam o seu grande ânimo de superar as dificuldades de bairros pobres. Para construir a comunidade viva, feita de gente, passaram por muitas dificuldades, e tiveram de ter uma perseverança quase acima da resistência humana. Apresentaram-nos também uma orquestra de crianças.

Coordenadas por uma professora competente, e de grande valor humano, elas executaram com grande perfeição, composições clássicas e populares, de deixar todos embevecidos. O nome, bem carioca, da organização infantil: “Com a corda toda”. É maravilhoso encontrar, num mundo hostil, com muitos contraventores, pessoas de tão fino gosto artístico.

O que mais me chamou a atenção, foi a apresentação de seis Padres (alguns Religiosos e outros Diocesanos), que atendem espiritualmente aquele povo, sedento de Deus. São realmente exemplos de vida sacerdotal, de nos fazer ficar pensativos.

Nunca quiseram abandonar o seu povo, no meio de tiroteios, assassinatos, roubos, e falta de dinheiro. Por sinal, todos eles eram de aparência magra...Tiveram que superar imensas dificuldades, pagar pedágio aos bandidos, para poder atender ao seu povo. Agora que os tempos mudaram, e o povo tem direito de ir e vir, por causa da presença amiga dos militares, estão rindo à toa. Parece que agora a vida entrou na sua normalidade. Fiquei mais feliz ainda, porque um dos Padres presentes eu tive a alegria de ordená-lo sacerdote. Ele cumpriu o que lhe foi dito na sua ordenação: O Senhor é minha herança para sempre” (Sl  73, 26).



 
 
xm732