Colunas
 
O sentido da bênção da garganta – São Brás
Por: Padre Wagner Augusto Portugal
 
Leia os outros artigos
 

São Brás nasceu em Sebaste, cidade da Armênia, no fim do século III. Era médico, mas abandonou tudo para se dedicar inteiramente ao serviço de Deus, numa vida solitária e penitente.

Segundo a tradição, vivia na gruta do Monte Argeu, rodeado de animais selvagens, mas obedientes às suas ordens. E a ele recorriam numerosas pessoas, buscando alento para suas aflições.

Foi aclamado pelo povo bispo de Sebaste e sofreu o martírio durante a perseguição de Licínio, em 323, pelas mãos de Agrícola, governador da Capadócia.

Um dia recorreu a ele uma mãe pedindo-lhe que auxiliasse seu filho que estava asfixiando-se por causa de uma espinha de peixe que se havia atravessado em sua garganta. O santo curou-o fazendo o sinal da cruz. Estando mais tarde no cárcere, a mesma mulher trouxe-lhe alimentos e velas. Daí vem à tradição de que aos que sofrem da garganta, se lhes apliquem duas velas, enquanto se invoca o santo; “Por intercessão de São Brás, te livre Deus do mal da garganta e de qualquer outro mal”.

São Brás é o protetor contra as doenças da garganta e a festa dedicada a ele é no dia 3 de fevereiro. Vamos acorrer no dia de hoje em nossas Igrejas pedindo aos nossos sacerdotes a bênção da garganta para que Deus nos livre dos males da garganta, amém!



 
 
xm732