Colunas
 
Um olhar acerca da Televisão
Por: Padre Wagner Augusto Portugal
 
Leia os outros artigos
 

Deus deu ao homem uma enorme capacidade de criar, de construir, de inventar, de melhorar as coisas. Percebemos tudo isso pela evolução do progresso em todas as áreas.

Infelizmente, o homem se gloria com seus grandes descobrimentos, se envaidece e se enche de ganância. Desta forma, ao lado de consequências boas, o desenvolvimento da tecnologia traz consequências más.

Desde a revolução industrial, por exemplo, o homem vem destruindo a natureza. O computador é uma invenção incrível. Atualmente, ninguém vive sem ele. Há pessoas que resolvem toda a sua vida através da internet. Mas a desvantagem disto não é só porque o homem se torna escravo da máquina. O pior é que ele se serve da máquina para praticar o mal.

Pensando tirar proveito, ele prejudica seus semelhantes. Temos conhecimento de fatos escabrosos praticados através da internet.

A televisão é uma invenção magnífica, extraordinária também, mas como é mal utilizada! Ela poderia ser um veículo para divulgar a arte, na sua forma mais pura, ela poderia apresentar notícias sem sensacionalismo. Entretanto, entende-se que dá mais ibope apresentar escândalos, sexo desenfreado, atos de desonestidade, de violência, de desrespeito, reais e de ficção numa anti-pedagogia.

É que, na maneira de pensar dos donos da mídia, isto é que gera renda. E o importante é gerar renda, mais, sempre mais.

Enquanto isso, a família, esteio da sociedade, fica desvalorizada, ameaçada, muitas vezes esquecida, deixando de cumprir o seu papel.

Sem falar no incentivo ao consumismo que uma avalanche de comerciais, os mais sofisticados, é atirada aos olhos do espectador.

A sociedade é culpada disto porque assiste a tudo passivamente, é conivente. Se for verdade que o povo tem o governo que merece, podemos também dizer que o povo tem a televisão que merece.



 
 
xm732