Colunas
 
“Vós sois a luz do mundo”
Por: Padre Wagner Augusto Portugal
 
Leia os outros artigos
 

No Evangelho de Mateus 5,13-16, temos as duas sentenças que proclamam o compromisso dos discípulos: “Vós sois o sal da terra... vós sois a luz do mundo...” Sal e luz, duas realidades perenes do dia-a-dia, adotadas como metáfora também pelos profetas.

Os discípulos são chamados ao compromisso da fidelidade ao projeto de Deus, pelo que a alegria brota nos corações.

A luz é o admirável fenômeno físico que nos revela a natureza das coisas materiais. No âmbito das realidades espirituais, identifica-se com a verdade.

É pela verdade que alcançamos a realidade dos fatos e da vida, os quais são ocultos pela falsidade e pela mentira.

Se a palavra do discípulo deve ser agradável, também é uma luz que revela a vontade de Deus.

A alegria e a verdade são manifestações do amor que une os discípulos em comunidades e que se irradiam, transformando o mundo. Na humildade e na confiança em Deus, os discípulos são chamados a ser a luz que ilumina os caminhos e revela a verdade de Jesus.

Ser a luz do mundo é comprometer-se com o Reino dos céus, encarnado na história, no dia-a-dia. É partilhar com quem tem fome, acolher os pobres, vestir os nus. É praticar a justiça e a paz que demovem os poderosos injustos e violentos. “Assim, qual novo amanhecer ... tua luz brilhará nas trevas”.



 
 
xm732