Colunas
 
Adesão ao Ministério do Papa
Por: Padre Wagner Augusto Portugal
 
Leia os outros artigos
 

Sendo São Pedro o primeiro Papa, escolhido pelo próprio Cristo para guiar a Igreja que peregrina no mundo, na pessoa dele, homenageamos o reinante Pontífice Romano, o Papa BENTO XVI. Assim, na solenidade de São Pedro e São Paulo, celebramos também o dia do Papa, esse líder que herda a administração de São Pedro e a evangelização de São Paulo.

Para evangelizar, a Igreja precisa de alguém que lidere e coordene, como fez São Pedro e, também, para evangelizar, o cristão supõe coragem e audácia, ir aonde ninguém foi, como fez São Paulo.
Sob a liderança do Papa, a Igreja, na sua missão, que é a mesma de Cristo, deve empenhar-se pela dignidade do povo. Não somos cristãos aleatoriamente, não nos salvamos individualmente. Igreja é comunidade. O próprio Deus é uma comunidade de amor.

Se queremos realizar a Sua vontade, se queremos fazer nossa a Sua verdade, temos que ser também Igreja comunidade de amor.

Thomas Merton já afirmou que “homem algum é uma ilha”. E não somos mesmo ilhas, somos continente.

Cada um de nós é uma parte integrante de um todo, que é a Igreja. E essa Igreja não sobrevive sem uma organização cujo líder é o Papa. E essa organização não foi inventada. A Tradição cristã, fundada pelo próprio Cristo, nos legou esses conceitos. Além do mais, sabemos que o sucessor de Pedro é iluminado pelo Espírito Santo. Portanto, o cristão autêntico deve prestar sua adesão incondicional ao Santo Padre o Papa Bento XVI. Vida longa e feliz ao sucessor de Pedro!



 
 
xm732