Colunas
 
A chave da Palavra
Por: DOM PAULO MENDES PEIXOTO
ARCEBISPO DE UBERABA - MG
www.bispado.org.br
 
Leia os outros artigos
 
Para enviar esse texto automaticamente no FACEBOOK, clique no botão abaixo:
Você tem muitos amigos e envia e-mails para todos? Então você pode enviar esse artigo para todos seus amigos de uma única vez, basta copiar a url abaixo e colar em seu e-mail.
Para enviar manualmente, copie CTRL C o código acima e cole CTRL V no mural ou mensagens de e-mails dos seus amigos:
Leia os outros artigos
 

Sabemos muito bem o sentido da palavra "chave", aquilo que abre portas. Para entender a Palavra de Deus necessitamos de "chaves", que nos permitem "entrar bem dentro", com profundidade e observar o verdadeiro sentido do que ela pretende dizer. A principal chave é Jesus Cristo, caminho, verdade e vida. A Palavra provoca a fé, e a fé, por sua vez, passa a ser chave da Palavra de Deus.

Necessitamos de "chaves" para entender as realidades da nova cultura. É fundamental uma análise da conjuntura, seja política, econômica, social e religiosa, tomando como base os dados apresentados pela própria mídia. Mas ler com lentes ampliadas, sem sensacionalismo e apoiados em fontes reais e confiáveis.

A sociedade, como se encontra, não é saudável. Urge um empenho pela transformação e humanização da cultura. Talvez pudéssemos dizer que a serenidade na busca da paz e a forma como ela deve ser conduzida, seja a chave para combater a violência, principalmente porque violência não se combate com atitudes parecidas, iguais ou piores.

Sentimos que a violência vem tomando conta do país e afrontando o poder instituído. Agora é encontrar a "porta", ou a "chave" capaz de mudar o cenário. Com o olhar na Palavra de Deus podemos dizer que Cristo foi chamado de "porta das ovelhas" (Jo 10, 9). A falta de sensibilidade e de encontro com Deus deixa o ser humano incapaz para superar os ímpetos agressivos.

A violência causa chagas profundas na sociedade, na vida familiar e em muitas pessoas. Parece que perdemos o rumo da história e o sentido da vida. Realmente podemos perder o rumo quando Cristo não é colocado como caminho. Ele é a chave por onde as pessoas precisam passar para conquistar a verdadeira paz.

Deus está além de nossos horizontes e tem que ser encontrado num caminho que passa pela via da justiça e do respeito. Ele é sinal de esperança e n'Ele conseguimos transformar a realidade. A chave está na sua Palavra e em sua prática de fidelidade à vida.

 
 
xm732