Colunas
 
O Bom Pastor
Por: DOM PAULO MENDES PEIXOTO
BISPO DE SÃO JOSÉ DO RIO PRETO - SP
www.bispado.org.br
 
Leia os outros artigos
 

Ainda dentro do espírito pascal, na caminhada para a Ascensão do Senhor, memorizamos o Domingo do Bom Pastor. Daquele que coloca sua vida aos cuidados das ovelhas, de acolhida fraterna, indo à frente do rebanho com testemunho autêntico.

Com as atitudes do Bom Pastor, a escala dos valores deve ser transformada na história da sociedade. O mundo da vingança, dos vícios e atitudes desumanas não pode continuar no mesmo patamar, naquilo que sacrifica e destrói a vida e a dignidade das pessoas.

É importante seguir os passos do Pastor. Isto significa seguir suas virtudes, na paciência e no indicativo certo da não violência opressora. Seguir as dicas da justiça, provando o empenho pela verdade, mesmo que isto custe sofrimento.

As pessoas que ocupam cargos de relevância deveriam seguir os exemplos do Bom Pastor. Cabe aqui a pergunta sobre quem é verdadeiro ou falso pastor. Há aqueles que são assaltantes, que roubam e matam as ovelhas.

Pensar no Bom Pastor é acenar a todas as forças de influência na vida da sociedade. Será que os influenciados não são levados para a perdição e até para a morte? As marcas nem sempre são positivas e, às vezes, desestimulantes de uma vida sadia.

Todos nós temos um longo caminho a percorrer. É a riqueza pascal, que tem referências firmes, centradas em Jesus Cristo, o Bom Pastor. Ele é a porta segura que leva ao verdadeiro bem e à realização de vida verdadeira.



 
 
xm732