Colunas
 
Os Mandamentos do Senhor
Por: DOM PAULO MENDES PEIXOTO
BISPO DE SÃO JOSÉ DO RIO PRETO - SP
www.bispado.org.br
 
Leia os outros artigos
 

Os Mandamentos do Senhor são a lei do amor que vem de Deus para orientar as pessoas no caminho do bem e na busca de uma vida feliz. Eles não impedem a liberdade, mas ajudam nos critérios para uma ação realizada com atitudes de responsabilidade.

Os critérios de centralidade dos Mandamentos estão na Palavra de Deus, especialmente nos Evangelhos, como Palavra de vida e de orientação, sugerindo ações com bases cristãs maduras e sólidas.

As leis são feitas para o bem e não devem ser cumpridas só por aparência. Jesus fez referência a isto quando diz que "este povo me honra com os lábios, mas seu coração está longe de mim. Vós abandonais os Mandamentos de Deus para seguir a tradição dos homens".

A lei maior é a do amor, que está gravada no coração das pessoas, que vem do próprio Deus, que pode ser acolhida ou não. Ela não pode ser reduzida a critérios humanos. Supõe escuta atenta da Palavra de Deus que orienta e direciona para a dignidade da vida. Na lei antiga o povo deveria ouvir, guardar no coração e colocar em prática os princípios do Decálogo.

A palavra sobre os princípios do Senhor é proclamada e deve ser recebida com humildade. Do contrário, a pessoa engana-se a si mesma. É Palavra que clareia o caminho e leva à casa do Pai, sugerindo práticas de justiça, de respeito e de ação sem maldade com o alheio.

Os Mandamentos de Deus são muito exigentes, mas foram dados revestidos de amor. Segui-los não significa ignorar as leis dos homens, mas entender que estas estão subordinadas àquelas. Assumir a lei de Deus com o coração faz com que ela tenha uma dimensão de transcendência, passando a ter indicações seguras para a pessoa agir com firmeza e sem medo.

O primeiro e principal mandamento é o amor, assumido de todo o coração e alma, com entendimento e força. Ele se refere a Deus e ao próximo. Todas as leis humanas devem respeitar esse princípio divino.



 
 
xm732