Colunas
 
São Pedro e São Paulo
Por: DOM EURICO DOS SANTOS VELOSO
ARCEBISPO EMÉRITO DE JUIZ DE FORA, MG.
 
Leia os outros artigos
 
Para enviar esse texto automaticamente no FACEBOOK, clique no botão abaixo:
Você tem muitos amigos e envia e-mails para todos? Então você pode enviar esse artigo para todos seus amigos de uma única vez, basta copiar a url abaixo e colar em seu e-mail.
Para enviar manualmente, copie CTRL C o código acima e cole CTRL V no mural ou mensagens de e-mails dos seus amigos:
Leia os outros artigos
 

O martírio dos dois apóstolos em Roma foi sempre recordado com veneração pelos cristãos de todo o mundo.

São Pedro, pescador galileu de Cafarnaum e apóstolo de Jesus, foi o primeiro papa da Igreja. Desde que aceitou o convite de Jesus para ser seu discípulo, exerceu a liderança no grupo dos Doze, sendo por isto chamado de “príncipe dos apóstolos”. Com Paulo apóstolo, teve papel fundamental na implantação e consolidação do cristianismo na cidade de Roma, centro evangelizador do mundo, até os nossos dias. São Pedro foi o primeiro a confessar a fé em Cristo, reconhecendo nele o Filho de Deus vivo e verdadeiro, o Salvador do mundo. Foi testemunha da ressurreição, porta-voz dos discípulos em Pentecostes, quando nasce a Igreja, e o primeiro a levar o Evangelho aos gentios.

Segundo a tradição, Pedro tornou-se bispo de Roma e ali sofreu o martírio, sendo crucificado de cabeça para baixo, na colina do Vaticano, provavelmente em 64 d.C., durante a perseguição de Nero. Foi sepultado onde hoje se localiza a Basílica de São Pedro. São atribuídas a ele duas cartas católicas.

São Paulo apóstolo é conhecido por suas cartas, lidas frequentemente nas celebrações eucarísticas, na Liturgia da Palavra. Através de suas cartas, sabemos muita coisa a respeito de sua vida e das verdades fundamentais de nossa fé.

São Paulo nasceu em Tarso da Calicia, por volta do ano 10 da era cristã. Foi conivente com o assassinato de Santo Estevão. Sua conversão ocorreu de modo inesperado a caminho de Damasco, quando liderava uma perseguição contra os cristãos daquela cidade. Jesus ressuscitado apareceu-lhe e o derrubou do cavalo, transformando-o, de cruel perseguidor dos cristãos, em ardoroso apóstolo dos gentios. Este fato aconteceu por volta do ano 36 e, a partir deste momento, Paulo consagrou a sua vida ao serviço de Cristo, viajando por todo o mundo conhecido de então, anunciando o Evangelho de Jesus Cristo e o mistério de sua paixão, morte e ressurreição. É, sem dúvida, uma das principais colunas do cristianismo.

São Pedro e São Paulo, rogai por nós! Sejamos, pois,  neste dia do Papa humildes trabalhadores do redil do Senhor que nos coloquemos nas "periferias do mundo e do intelecto" para se preciso for morrermos até mártires a exemplo das colunas da Igreja.

 
 
xm732