Colunas
 
Quem é importante?
Por: DOM EURICO DOS SANTOS VELOSO
ARCEBISPO EMÉRITO DE JUIZ DE FORA, MG.
 
Leia os outros artigos
 
Para enviar esse texto automaticamente no FACEBOOK, clique no botão abaixo:
Você tem muitos amigos e envia e-mails para todos? Então você pode enviar esse artigo para todos seus amigos de uma única vez, basta copiar a url abaixo e colar em seu e-mail.
Para enviar manualmente, copie CTRL C o código acima e cole CTRL V no mural ou mensagens de e-mails dos seus amigos:
Leia os outros artigos
 

(1Cor 12,12-14.27)
Leitura da Primeira Carta de São Paulo aos Coríntios: Irmãos: Como o corpo é um, embora tenha muitos membros, e como todos os membros do corpo, embora sejam muitos, formam um só corpo, assim também acontece com Cristo. De fato, todos nós, judeus ou gregos, escravos ou livres, fomos batizados num único Espírito, para formarmos um único corpo, e todos nós bebemos de um único Espírito. Com efeito, o corpo não é feito de um membro apenas, mas de muitos membros. Vós, todos juntos, sois o corpo de Cristo e, individualmente, sois membros desse corpo.

No texto escolhido da Carta de São Paulo , ele nos mostra quem é quem na comunidade, usando a metáfora do corpo, muitos membros, cada qual com sua função, formam um único corpo. São Paulo não fala só do corpo em sentido físico; ao mesmo tempo, fala também do corpo social. Por corpo social entende-se a comunidade como um todo, cada qual com seu jeito, valores e capacidades.

Mediante a diversidade dos membros, chega-se à unidade em Cristo. Foi Ele quem, pelo Espírito, uniu em Corinto pagãos e judeus, escravos e livres, homens e mulheres, ricos e pobres, gente mais culta e gente menos culta. Todos, em Cristo e no Espírito, formam o corpo social, a comunidade cristã.

Por trás da imagem do corpo físico, está a do corpo social: o pé, por exemplo, representa aquelas pessoas na comunidade que fazem as tarefas mais pesadas e menos vistosas

São Paulo esclarece ainda mais, quando afirma que os membros do corpo que nos parecem mais fracos são os mais necessários e aqueles que nos parecem menos dignos de honra são os que vestimos com mais respeito.

Está definido, pois, quem é importante na comunidade: todos são igualmente importantes, cada qual com seu dom. Os dons não conferem valor às pessoas, nem as colocam acima dos outros e nem as credenciam para usar o direito canônico para massacrar a pessoa que se sobressai mais do que muitas cabeças coroadas. O outro, assim como é, é o grande dom de Deus para a comunidade. Se houver necessidade de privilegiar alguém, o pequeno, o pobre, o marginalizado é que deve ocupar o primeiro lugar. Isso porque a comunidade é uma coisa só: forma um todo com todos os membros e com Cristo.

São Paulo apresenta novo elenco de funções. Novamente, o falar em línguas ocupa o último ligar, associado à interpretação das mesmas. No pensamento de São Paulo, a tarefa mais importante e árdua é a da evangelização, do discernimento e da catequese, pois foi assim que a comunidade nasceu e se consolidou.

 
 
xm732