Colunas
 
"Tudo está consumado!"
Por: DOM EURICO DOS SANTOS VELOSO
ARCEBISPO EMÉRITO DE JUIZ DE FORA, MG.
 
Leia os outros artigos
 
Para enviar esse texto automaticamente no FACEBOOK, clique no botão abaixo:
Você tem muitos amigos e envia e-mails para todos? Então você pode enviar esse artigo para todos seus amigos de uma única vez, basta copiar a url abaixo e colar em seu e-mail.
Para enviar manualmente, copie CTRL C o código acima e cole CTRL V no mural ou mensagens de e-mails dos seus amigos:
Leia os outros artigos
 

A Igreja vem vivenciando um tempo fantástico em sua vida e na vida do cristão: a semana santa! Hoje, sexta-feira, celebramos o dia em que o Redentor, Cristo Jesus, se doou como cordeiro para imolação para a remissão diante de Deus dos pecados da humanidade. É um dia muita reflexão, silêncio e adoração ao madeiro da Cruz que teve a altíssima honra de ser o trono de Cristo.

No domingo de ramos, que dizemos ser Domingo de Ramos da Paixão do Senhor, temos a entrada triunfante de Jesus em Jerusalém, e nos dias que se seguem comtemplamos outros momentos de sua vida, como a última ceia celebrada ontem, sua aflição no Getsêmani, sua prisão e seu flagelamento, assim como hoje celebramos sua condenação à Morte. São Paulo nos dizia: "Onde avultou o pecado, superabundou a graça." (Cf. Rom 5, 20)

A redenção nos era necessária para apagar diante de Deus os nossos pecados. Mas não era correto e suficiente os sacrifícios que os Judeus faziam. No paraíso, nossos primeiros pais pecaram contra Deus, uma ofensa cometida contra Deus só pode ser reparada por Deus, de modo que os sacrifícios de animais eram totalmente desnecessários a Deus, mas para os fariseus era a justificativa da lei.

O Salmo nos diz e roga ao Senhor: "Vinde, ó Deus, em meu auxílio." (Cf. Salmo 70) e Deus nos ouviu: enviou-nos seu filho unigênito para que crendo nEle sejamos salvos. Quando Cristo se oferece na Cruz, sendo verdadeiro Deus e verdadeiramente homem, apaga diante de Deus todos os nossos delitos, de modo que sendo batizados em seu sangue, somo adotados e passamos a ser filhos de Deus. Filhos no Filho.

O plano de salvação sempre esteve claro como missão de Jesus, um grande ato de amor nos é descrito pelo Evangelista João quando ele relata o que dizia Jesus, vejamos: "Por isso o Pai me ama, porque dou minha vida para retomá-la. Ninguém a tira de mim, mas eu a dou livremente. Tenho o poder de entrega-la e o poder de retomá-la; esse é o mandamento que recebi de meu Pai." (cf. Jo 10, 17-18).

Jesus vem nos ensinar a ser verdadeiros homens e vendo a Ele, podemos imitá-lo para que assim possamos ser verdadeiros filhos de Deus. "Não vim revogar a lei ou os Profetas. Não vim revoga-los. Mas dar-lhes pelo cumprimento." (cf. Mt 5,17). Nós temos que ver toda a história de Jerusalém, todas as profecias na ótica do Novo Testamento.

Tudo aquilo que nos é descrito como sendo história, como sendo profecias não cumpridas, em Cristo tudo é cumprido. A nossa Salvação restaurada, a reconstrução do Templo é feita, a vida nova em Cristo nos é dada diante do Pai! Deus vos abençoe! Entremos no mistério da Cruz. Tudo está consumado conforme a vontade de Deus! Mais o Redentor ressuscitará para nos admitir no céu!

 
 
xm732