Colunas
 
Seguir a estrela que é Cristo!
Por: DOM EURICO DOS SANTOS VELOSO
ARCEBISPO EMÉRITO DE JUIZ DE FORA, MG.
 
Leia os outros artigos
 
Para enviar esse texto automaticamente no FACEBOOK, clique no botão abaixo:
Você tem muitos amigos e envia e-mails para todos? Então você pode enviar esse artigo para todos seus amigos de uma única vez, basta copiar a url abaixo e colar em seu e-mail.
Para enviar manualmente, copie CTRL C o código acima e cole CTRL V no mural ou mensagens de e-mails dos seus amigos:
Leia os outros artigos
 

A Solenidade da Epifania do Senhor é a manifestação de Jesus, Deus Menino, ao mundo como Redentor do gênero humano. A Epifania consiste na visita dos Reis magos, chamados de Gaspar, Belchior e Baltazar quando, vindo do oriente, seguindo a Estrela, ofereceram a Deus Menino os seus presentes: ouro, incenso e mirra.

Qual o significado destes presentes? O ouro significa a realeza. O incensa significa a divindade e a mirra significa a humanidade e o sofrimento antecipado que Ele, por obediência ao Pai, terá que passar na Cruz.

Hoje se nós fôssemos os atores do dia da Epifania, em que Jesus é apresentado como o Filho de Deus, o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo, o que ofereceríamos a Nosso Senhor?

Creio que, devotamente, o maior presente que podemos e devemos oferecer a Jesus é a nossa vida devota, de arautos e anunciadores do Evangelho, levando com nossa vida a luz divina.

Muitos vivem hoje nas trevas: quanta violência urbana. Quanto descaso com a vida humana. Quanto desrespeito para com os idosos. Quanta indiferença para com os doentes, os desempregados, os sem teto, os que vivem à margem da sociedade do consumo e do transitório, a sociedade do virtual em detrimento ao real.

Vivemos problemas cotidianos que afetam a vida do povo, principalmente no campo da saúde. Não podemos viver numa sociedade anestesiada pela propaganda governamental em que tudo está bem. A sociedade está enferma porque perdeu o temor a Deus e o espírito de oração com sacrifício.

Jesus manifesta ao mundo a salvação. E salvar-se, trilhar o caminho do céu, é viver uma vida virtuosa, que é um caminho difícil e desafiante, que exige sacrifício e mortificação.

Vamos levar a luz de Cristo para que o mundo abandone a solidão do pecado e da morte e, iluminada pelo Senhor, busquemos os caminhos de paz, de partilha, de solidariedade a, acima de tudo, de coerência do que pregamos em viver aquilo que anunciamos.

O ano civil de 2015 requererá de todos nós muitos sacrifícios e renúncias. Vamos inicia-lo com a força da fé e oferecer o ouro do nosso coração, o incenso que eleva a nossa alma a Cristo para nos termos medas das mirras – misérias – que purificadas se tornam vasos construtores de pontes de amor, de misericórdia, de concórdia e de paz!

 
 
xm732