Colunas
 
Uma nova esperança.
Por: Claudio Silva Borges
Paróquia Santuário Nossa Senhora da Paz e Comunidade de vivência igreja São José do Tabor.
São Paulo - SP
 
Leia os outros artigos
 

O dia amanhece uma nova esperança. Buscar aquilo que não se pôde encontrar no dia anterior, torna-se uma missão para nós.

Felicito-vos por ser um vitorioso, e sempre acreditar que acima de tantos e tantos problemas, de tudo o que é de ordem, social, familiar, amorosa, profissional, estudantil, você não desistiu.

Costumo dizer os que a mim solicitam uma palavra de conforto que: ¨você ainda não morreu¨, ¨portanto há esperança, há uma saída para os seus problemas¨.

Ontem em casa na cozinha, brincando com três sobrinhos, um de 02 anos, outro de 03 sobrinhos e o terceiro de 4 anos, fui inspirado por Deus num belo pensamento.

“Quando éramos crianças descobrindo a vida, quando queríamos alguma coisa, choramingávamos aos pés de nossos pais pedindo para que nos desse algo. Nossos pais por sua vez, não nos cediam facilmente, porque ás vezes aquilo que pedíamos não era bom naquele momento. Nossos pais são presenças marcantes em nossa vida e nos precedem como Deus também poderá agir conosco”.

Ah! Peço, peço, e Deus nem sequer intervém na situação problemática em que estou vivendo?

Que falta de senso, nos falta à humildade de saber que um pai nunca quererá o mal a seu filho. Mas no momento oportuno nos dará possibilidades de conseguirmos o que queremos, mas não conforme pedimos, porque nós não sabemos o que é melhor para nós.

Mas Deus que tudo criou nos proporcionará o momento certo, exato para conseguirmos vencer tantos e tantos problemas que nos assolam.

Pode crer, tenha fé, acredite tudo pelo mover da oração pode ser diferente.



 
 
xm732