Formação de Catequista
 
Métodos ou Modelos de Catequese
 
Leia os outros artigos
 

Introdução

- Catequese ligada à VIDA.

- Vida que evolui no tempo e no espaço.

- Métodos também tem que variar.

- Catequista tem que se adaptar e estar muito seguro do objetivo:

Preparar o Catequizando para integrar a religião à
vida do dia-a-dia, sem sofrer maiores impactos.

Comprometimentos

- Qualquer que seja o método de catequese, ele deve levar o catequista e os catequizandos a assumirem compromissos com DEUS, com a IGREJA e o MUNDO.

- A FÉ sem obras, sem compromissos, é morta! Daí a catequese deve CONVENCER e PREPARAR o catequizando a assumir compromissos.

Tipo de Igreja

- Compromisso com a IGREJA.

- Se quisermos seguir CRISTO é preciso saber o que ELE quer e desconfiar sempre do que nós ACHAMOS...

- Partindo do que revela a BÍBLIA, onde Deus se apresenta como Pai e os seres humanos filhos seus, irmão portanto - difícil admitir que cada um viva sua vida em relação a Deus e aos irmãos sem ORGANIZAÇÃO (para nós: Igreja)

Um mundo em contínuas mudanças

- O mundo sempre esteve sujeito a mudanças, a evoluções.

- Hoje essas mudanças são mais rápidas e o CATEQUISTA também está convocado à contínuas mudanças, contanto que conserve o que é fundamental (a Boa Nova de Cristo), a capacidade de diálogo (com o mundo, sem sacrificar o fundamental).

- A GRANDE PERGUNTA É: Qual o modelo de catequese é o mais adequado para hoje? Que tipo de catequistas precisamos?

Reflexão para o Catequista

Procure situar o método em que está seguindo... Procure ver se ele está atendendo ao Objetivo da Catequese...

Que tipo de catequista você é? - Veja as características do catequista nos diversos métodos...

Como trata o catequizando? O que exige dele? Será que você o está preparando para a vida? Para ser um bom cristão? Para ser "pedra viva" da Igreja? Irmão de todos os seres humanos?

Encontro suficientemente seguro quanto ao conteúdo doutrinário? Quanto à pedagogia a utilizar? Quanto ao aproveitamento da Bíblia na catequese? Quanto ao diálogo com o mundo?

Modelos de catequese:

- Modelo Doutrinário (clique aqui para ler)

- Modelo Psicológico (clique aqui para ler)

- Modelo Escolar (clique aqui para ler)

- Modelo Existencial (clique aqui para ler)

Conclusão

Não nos interessa tanto saber se esse ou aquele método foi ou não foi pedagógico e adequado. Para cada tempo procura-se o método que mais adequado seja.

Hoje, sem dúvida, o método chamado EXISTENCIAL (assim denominado pelo profundo intercâmbio que se deve conseguir do catequizando com DEUS, A IGREJA e o MUNDO) parece o mais adequado.

Ele não quer, nem deve abandonar pontos positivos de outros métodos.

Talvez aqui haja colocações oportunas a serem feitas para o bem da catequese:

- Não se pede mais a memorização em forma de perguntas e respostas. Mas, nada mais deve ser memorizado? Nem os Mandamentos? Nem os Sacramentos? Nem as orações?

- O catequista não deve ser o grande disciplinador, o professor, o "sabe-tudo"... Com isso a disciplina no encontro, a busca de uma pedagogia sempre mais adequada, a segurança de uma formação sempre mais esmerada podem ser negligenciadas?

- O diálogo com o mundo deve levar à concordância com tudo, mesmo que seja anti-evangélico, ou poderá e deverá ser muitas vezes uma tranquila, mas ao mesmo tempo forte contestação à luz do Evangelho?

O catequista nunca deve perder de vista o OBJETIVO DA CATEQUESE: Preparar o catequizando para integrar a religião à vida do dia-a-dia... Ser um bom filho de Deus, uma "pedra-viva" da Igreja e Irmão de todos os seres humanos.



 
 
xm732