Adoração diante o Santíssimo Sacramento
 
Via Sacra Eucarística
Enviado por: Rita de Cássia Gouveia Gaspar

 
Confira a lista com os outros modelos de Hora Santa
 
Para enviar essa peça de teatro automaticamente no FACEBOOK, clique no botão abaixo:
Você tem muitos amigos e envia e-mails para todos? Então você pode enviar esse artigo para todos seus amigos de uma única vez, basta copiar a url abaixo e colar em seu e-mail.
Para enviar manualmente, copie CTRL C o código acima e cole CTRL V no mural ou mensagens de e-mails dos seus amigos:
 
Gostou dessa Hora Santa? Salve em formato word.
 
Confira a lista com os outros modelos de Hora Santa
 
 

D: Graças e louvores se dêem a todo o momento! (3x)
Todos: Ao Santíssimo e Diviníssimo Sacramento!

D: Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo.
Todos: Amém!

Dirigente : Eis-nos  aqui, ó bom e amado Jesus, de joelhos diante de Vossa Divina presença, Vos pedimos  e suplicamos com o mais ardente fervor, que imprimais no nosso coração,  vivos sentimentos de fé, esperança e caridade, e um verdadeiro arrependimento dos nossos pecados com vontade firmíssima de corrigi-los, enquanto  com grande afeto e dor de alma, meditamos nas Vossas cinco chagas, tendo diante dos olhos o que já o Santo Profeta Davi dizia de Vós: «Transpassaram as minhas mãos e os meus pés, e contaram todos os meus ossos».

Em cada estação, ao começar:
Nós Vos adoramos Santíssimo Senhor Jesus Cristo, e Vos bendizemos, porque pela Vossa Santa Cruz remistes o Mundo.
Em cada estação, ao terminar:
Eterno Pai, nós vos oferecemos o Corpo, o Sangue, a Alma e Divindade de vosso Diletíssimo  Filho, Nosso Senhor Jesus Cristo, presente na Eucaristia, em expiação dos nossos pecados e os pecados do mundo inteiro.
Dirigente : Pelas dores de  Maria Santíssima, misericórdia !
Todos: E que as almas dos fiéis falecidos, pela Misericórdia de Deus, descansem em Paz. Amém.

Primeira estação: Jesus é condenado à morte.
Canto : A morrer crucificado, teu Jesus é condenado, por teus crimes, pecador (bis)
Jesus é condenado à morte por aqueles que Ele cumulou de benefícios. Com amor aceitou esta sentença. Para sofrer e morrer Ele veio ao mundo, ensinando-nos a fazer o mesmo. Jesus ainda é condenado à morte na Eucaristia, quando comungamos de forma indigna. Ó Jesus, mil vezes perdão por todos os sacrilégios! Que eu nunca chegue a comete-los e passe minha vida a repará-los.   Pai-Nosso, Ave-Maria e Glória.

Segunda estação: Jesus levando a cruz às costas.
Canto : Com a Cruz é carregado, e do peso acabrunhado, vai morrer por teu amor. (bis)
Jesus recebe uma pesada Cruz. No Santíssimo Sacramento, os maus cristãos impõem a Jesus uma Cruz bem mais pesada, vergonhosa e dolorosa para o Seu Coração: o desrespeito e a falta de fervor na Sua presença.
Perdão, meu Senhor, por aqueles que Vos tratam sem respeito na Santa Eucaristia, pelas indiferenças e esquecimentos à Vossa presença.  Pai-Nosso, Ave-Maria e Glória.

Terceira estação: Jesus cai pela primeira vez.
Canto: Pela Cruz tão oprimido, cai Jesus desfalecido, pela tua salvação.(bis)
Jesus cai pela primeira vez. Quantas vezes a Eucaristia cai em terra sem que se saiba. Uma grande dor é o primeiro pecado mortal. Como é dolorosa a queda de Jesus na alma que O recebe indignamente na Primeira Comunhão! Perdão Jesus e muito obrigado pelo Amor que me testemunhastes em minha primeira Eucaristia e por todas as vezes que pude comungar.  Pai-Nosso, Ave-Maria e Glória.

Quarta estação: Encontro de Jesus com Sua Mãe Santíssima.
Canto: De Maria lacrimosa, no encontro lastimosa, vê a viva compaixão. (bis)
Maria acompanha a Jesus no caminho doloroso do Calvário. Quem ama quer compartilhar. Quantas vezes Jesus
na Eucaristia encontra falta de fé nos próprios sacerdotes. Quantos se afastam de sua religião e abandonam o serviço e o amor de Deus, diante de um sacrifício!  Oh! Jesus, eu Vos quero seguir sempre, ao lado de Maria, nossa Mãe. Pai-Nosso, Ave-Maria e Glória.

Quinta estação: Jesus ajudado por Simão Cirineu a levar a Cruz.
Canto: Em extremo desmaiado, deve auxílio aqui cansado, receber de Simeão. (bis)
Jesus é ajudado por Simão Cirineu a levar a Cruz. No Santíssimo Sacramento, Jesus chama os povos para si, e poucos correspondem aos Seus convites. Jesus fica só, abandonado, com as mãos cheias de graça, que os homens não querem: tem medo do Seu Amor! Ó Senhor, compreendo que vale mais deixar tudo do que falhar a uma Comunhão, a maior de Vossas Graças. Perdoai o meu passado, e guardai minhas resoluções para o futuro. Pai-Nosso, Ave-Maria e Glória.

Sexta estação: A piedosa Verônica enxuga o rosto de Jesus.
Canto: O seu rosto ensangüentado, por Verônica enxugado, contemplemos com amor.(bis)
Verônica enxuga o rosto de Jesus, ensanguentado e cheio de escarros. Ele a recompensa imprimindo sobre o linho Sua face adorável. Jesus é muito ultrajado e profanado no Adorável Sacramento: e, onde estão as Verônicas compassivas para reparar estas abominações? É terrível ver tantos sacrilégios cometidos contra o Santíssimo Sacramento; aparentando que Jesus Cristo entre nós é um estranho.
Senhor , adoro Vossa Sagrada Face cheia de glória e majestade; dignai-Vos imprimir Vossos traços em meu coração. Pai-Nosso, Ave-Maria e Glória.

Sétima estação: Jesus cai pela segunda vez.
Canto: Outra vez desfalecido, pelas dores abatido, cai em terra o Salvador. (bis)
Jesus cai pela segunda vez: aumentam o Vosso sofrimento, redobram os maus tratos dos cruéis. Quantas vezes a Eucaristia é recebida sem devoção, sem preparação, sem piedade, sem Amor e nem agradecimento.
Despreza-se a Eucaristia que é a fonte de todas as graças.  Oh! Divino Salvador, eu Vos peço perdão pelas comunhões feitas sem amor e sem devoção!  Pai-Nosso, Ave-Maria e Glória.

Oitava estação: Jesus consolando as filhas de Jerusalém.
Canto: Das mulheres piedosas, filhas de Sião, chorosas, é Jesus consolador. (bis)
Jesus, esquecendo Seus sofrimentos, enxuga as lágrimas das piedosas mulheres. É missão do Salvador consolar os aflitos e perseguidos. Na Eucaristia é nosso consolador. Espera que as almas O acompanhem no abandono e na ingratidão em que é deixado: E são poucos os que se lembram de Jesus! Ele está ali, dia e noite!
Que ingratidão! Ó Jesus aceitai meu amor reparador, e seja minha única consolação e conforto nas horas do sofrimento. Pai-Nosso, Ave-Maria e Glória.

Nona estação: Jesus cai pela terceira vez debaixo da Cruz.
Canto: Cai terceira vez prostrado, pelo peso redobrado, dos pecados e da Cruz. (bis)
Jesus, esmagado pelo peso da Cruz e pelos maus tratos dos carrascos, cai pela terceira vez. Quanto sofre nesta nova queda!  No fim de nossa vida, Jesus vem a nós no Viático. Será esta graça o complemento de todas as outras na vida. O que Ele pensa de uma alma que recebe esta preciosa graça em estado de pecado? É uma grande tristeza e dor.  Senhor, nós Vos pedimos por todos os agonizantes, concedei-lhes a graça de morrer em Vossos braços.  Pai-Nosso, Ave-Maria e Glória.

Décima Estação: Jesus no ato de O despirem e de Lhe darem o fel a beber.
Canto: Dos vestidos despojados, por verdugos maltratados, eu Vos vejo meu Jesus. (bis)
Jesus é despido de Suas Vestes. Quanto sofreu na sua humildade. Quantas vezes Jesus é despojado ainda no estado sacramental! Não felizes de O verem privados de Sua glória divina e da beleza de sua humanidade, os inimigos O despem da honra do culto: Destroem as igrejas, profanam os cálices sagrados, roubam e jogam os Sacrários por terra.  Jesus, Rei e Salvador, fica entregue aos carrascos como no dia da crucifixão.
Fazei, ó bom Jesus, que eu imite a Sua humildade  e sede meu único bem.
Pai-Nosso, Ave-Maria e Glória.

Décima PRIMEIRA Estação: Jesus pregado na Cruz.
Canto: Sois por mim à Cruz pregado, insultado, blasfemado com cegueira e com furor (bis)
 Jesus é pregado na Cruz. Na comunhão indigna, o pecador crucifica-O novamente.  Lá uma vez, aqui todos os dias e por milhares de cristãos. Ó meu Jesus, eu Vos peço perdão . Vós expiastes as nossas culpas, sofrendo cruelmente. Prometo com a vossa graça, humilhar a mim mesmo e me unir à Vossa vida crucificada.
Pai-Nosso, Ave-Maria e Glória.

Décima SEGUNDA estação: Jesus morre na Cruz.
Canto: Por meus crimes padecestes, Meu Jesus, por mim morrestes, Oh! Quão grande é minha dor. (bis)
Jesus perdoa a todos, se abandona nas mãos do Pai, e morre na cruz.
A presença de Jesus na Eucaristia é um sinal eterno de Seu amor por cada um nós.
Ó meu bom Jesus fazei que estejamos sempre dispostos a sofrer e morrer, do que vos ofender.
Concedei-nos a graça de morrer para o pecado e viver só para vós.
E no fim de nossas vidas, a grande graça de Vos receber em Viático. Pai-Nosso, Ave-Maria e Glória.

Décima Terceira Estação: Jesus é descido da Cruz.
Canto: Do madeiro Vos tiraram e a Mãe Vos entregaram com que dor e compaixão (bis)
Jesus descido da Cruz é entregue à sua Mãe, que O recebe nos braços e O oferece a Deus Pai.
Cabe a nós, honrá-lo no altar e nos corações. Adoremos ao Senhor na Eucaristia.
Ó Pai Eterno, aceitai o Vosso Divino filho Jesus, pelas mãos de Maria Santíssima, como vítima pela nossa salvação. Pai-Nosso, Ave-Maria e Glória.

Décima Quarta: Jesus é colocado no sepulcro.
Canto: No sepulcro Vos deixaram, sepultado Vos choraram, magoado o coração (bis)
Jesus é colocado no sepulcro, sob a guarda dos inimigos. Na Eucaristia, Jesus está verdadeiramente sepultado: Para sempre será o nosso prisioneiro de Amor. O Corporal O envolve como um sudário; a lâmpada arde como diante de um túmulo em um silêncio de morte. Ó  meu Jesus, eu venho vos adorar, consolar e honrar por aqueles que não o fazem. Peço-vos a graça da santificação de meus sentidos e da morte para os desejos do mundo. Pai-Nosso, Ave-Maria e Glória.

Canto: Meu Jesus, por vossos passos, recebei em vossos braços, a mim, pobre pecador (bis)

Oração Final
Ó Doce Jesus, fonte de amor e de salvação, me arrependo de todos os meus pecados, que provocam vossas dores. Ajudai-me a viver conforme Vossa Santíssima vontade.  A valorizar o alimento Eucarístico, o Sangue derramado e a morte que por mim sofrestes. Virgem das dores, imploro vossa intercessão para que eu nunca mais ofenda a Jesus. Ó meu Salvador, salvai-me por vossas dores, pelo Vosso Sangue, pela Vossa Infinita Misericórdia.
Rezemos um Pai-Nosso, uma Ave-Maria e um Glória ao Pai, na intenção do Papa, para ganharmos as indulgências plenárias inerentes a esta devoção.
Cantos:
1) Tenho esperado este momento,
Tenho esperado este momento, tenho esperado que viesses a mim./ Tenho esperado que me fales, tenho esperado que estivesses assim./ Eu sei bem o que tens vivido, sei também que tens chorado./ Eu sei que tens sofrido, pois permaneço ao teu lado.
Ref.: Ninguém te ama como eu , ninguém te ama como eu./ Olha pra cruz esta é a minha grande prova./ Ninguém te ama como eu, ninguém te ama como eu./ Olhe pra cruz, foi por ti, porque te amo, ninguém te ama como eu.
2. Eu sei bem o que me dizes ainda que nunca me fales./ Eu sei bem o que tens sentido ainda que nunca me reveles./ Tenho andado a teu lado, junto a ti permanecido./ Eu te levo em meus braços, pois sou teu melhor amigo

 

2) Eu vim para que todos tenham vida que todos tenham vida plenamente!
1. Reconstrói a tua vida em comunhão, com teu Senhor reconstrói a tua vida em comunhão com teu irmão. Onde está o teu irmão eu estou presente nele.
2.  Quem comer o pão da vida viverá eternamente. Tenho pena deste povo que não tem o que comer, onde está um irmão com fome eu estou com fome nele.
3. Entreguei a minha vida pela salvação de todos. Reconstroi protege a vida de indefesos e inocentes. Onde morre teu irmão eu estou morrendo nele

3) Renova-me, Senhor Jesus, já não quero ser igual. Renova-me, Senhor Jesus, põe em mim Teu coração. Porque tudo que há dentro de mim, precisa ser mudado, Senhor.
Porque tudo que há dentro do meu coração.
Precisa mais de Ti. (2x)



 
 
xm732