Contos e reflexões

O aniversário da Margarida

Havia, certa vez, uma menina de oito aninhos, que se chamava Margarida. Chegou o dia do seu aniversário. Margarida levantou-se ansiosa, mas ninguém falou nada! De repente, na hora do café, toda a família abraçou a garota e a mãe lhe deu um presente. Ela abriu a caixa, era um par de sapatos muito bonitos. Experimentou-os, serviu certinho.

Então pediu para a mãe: "Posso ir para a escola com estes sapatos novos?" "Sim", respondeu a mãe.

Na escola, logo que as colegas a viram, ficaram encantadas com seus sapatos. A Margarida contou: "É porque hoje é o meu aniversário!" Todos a abraçaram.

De repente, a Margarida ficou triste. Viu uma menina descalça! Coitada! Ela pode pisar em prego, em poça d'água, pegar doenças... E perguntou a garota: "Por que você está descalça?" Ela disse: "É porque eu não tenho sapatos. Sou pobre".

Chegando em casa, a Margarida pediu para a mãe: "Posso levar meus outros sapatos para uma colega da escola?" A mãe respondeu: "Sim, mas antes o limpe e engraxe".

No dia seguinte, antes da aula, ela chamou a colega de lado e deu os sapatos. A colega experimentou, serviu certinho. Que bom! Agora a Margarida ficou contente.

Na hora do recreio, cada criança comia o lanche que trazia de casa. A Margarida percebeu que aquela menina não havia levado lanche. Dividiu com ela o seu lanche.

No outro dia cedo, antes de ir para a escola, ela pensou: Vou levar dois lanches, um para mim e outro para aquela menina. Como a mãe tinha ido à feira, ela mesma pegou dois pães, cortou-os no meio, foi até o fogão, destampou a panela e pôs a carne nos dois pães.

Quando voltou da escola, contou para a mãe. Esta falou: "Ah! Foi você? Eu pensei que tinha sido o gato que comeu a carne, e dei-lhe uma paulada!" A Margarida foi ao fundo do quintal, encontrou o gato deitadinho, triste, e fez carinho nele.

Minutos depois, chegou o pai para o almoço. A Margarida estava no quarto e ouviu a mãe contar para ele: "Hoje eu ia fazer uma sopa, mas a Margarida pegou toda a carne da panela. Isso porque, além do lanche dela, fez outro para aquela tal colega a quem deu os sapatos".

O pai chamou: "Margarida, vem cá!" É hoje que vou levar castigo, pensou a ela. Abaixou a cabeça e aproximou-se do pai. Este lhe disse: "Você fez uma coisa muito boa. De hoje em diante, todos os dias você vai levar para a escola dois lanches. Um para você e outro para esta sua colega". E abraçou a Margarida.

Que pena que existem tão poucas pessoas como a Margarida! Ela imitava Jesus.

Que Maria Santíssima nos ajude a ter um coração sensível a quem vive ao nosso lado e passa necessidade.

Adaptação: Pe. Queiroz
www.a12.com
 
Para enviar o recado automaticamente no FACEBOOK, clique no botão abaixo:
Você tem muitos amigos e envia e-mails para todos? Então você pode enviar essa mensagem para todos de uma única vez, basta copiar a url abaixo e colar em seu e-mail.
Para enviar manualmente, copie CTRL C o código acima e cole CTRL V no mural ou mensagens de e-mails dos seus amigos:
 
LEIA AS OUTRAS MENSAGENS
Aprenda como enviar nossas mensagens:
Compartilhando no mural do facebook
Para publicar essas mensagens no seu mural do facebook com todos os amigos. Clique no link acima e saiba como.
 
Compartilhando no mural de um amigo.
Gostaria de enviar essas mensagens apenas para um amigo, o que eu faço?. Clique no link acima e saiba como.
 
Enviar por email
Quero enviar as mensagens por email. Clique no link acima e saiba como.
 
Voltar ao índice dos contos e reflexões
 
 
 
 
 
xm732